Palco da praça da Cidadania será coberto

Fundação Cultural pretende tornar espaço um ponto de apresentações artísticas

Palco da praça da Cidadania será coberto

Fundação Cultural pretende tornar espaço um ponto de apresentações artísticas

A Fundação Cultural de Brusque (FCB) informa que até o fim do mês irá instalar uma estrutura para espetáculos na praça da Cidadania. O objetivo da pasta é colocar no espaço público uma cobertura, cerca e suportes para caixas de som e iluminação, para que sejam utilizados em peças teatrais, exibições de filmes e outras apresentações culturais.

De acordo com o superintendente da FCB, Marcos Fumagalli, será instalada uma cobertura sobre o palco para proteger os artistas da chuva e do sol. Como a praça é um conhecido ponto de mendicância na cidade, também serão colocadas cercas com trancas ao redor do espaço, para evitar que os moradores de rua tenham ali “um teto” e impeçam o uso adequado da estrutura. “Também é para não ter vandalismo na praça”, diz.

Fumagalli afirma que a proteção também irá contribuir com a preservação do palco, que já está exposto ao clima. Ele também acrescenta que os equipamentos dos músicos e artistas também não podem ficar expostos ao sol e chuva, por isso a mudança é considerada importante.

Além disso, o projeto prevê a implantação de suportes para caixas de som e também iluminação. Segundo Fumagalli, com estes equipamentos será possível realizar apresentações de teatro, dança e música até mesmo durante a noite, diferentemente de hoje em dia.

O Departamento Geral de Infraestrutura (DGI) é o responsável pelo projeto da praça. No entanto, os equipamentos terão de ser adquiridos pela Fundação Cultural. Ainda não existe um valor fechado de quanto a estrutura irá custar porque a licitação ainda não foi encerrada, mas orçamentos prévios feitos pela FCB dão conta que deve ultrapassar os R$ 20 mil.

“Na segunda quinzena de abril, vamos começar. O que nós queremos ali é colocar a cobertura para fazer o palco funcionar aos sábados e domingos. Por que quando chove, molha, e quando tem sol muito forte não dá para trabalhar ali. Então, precisa da cobertura”, afirma o superintendente.

A intenção da Fundação Cultural é levar para a praça diversos eventos culturais que estão programados para 2016. As Esquinas Musicais, que já ocorreram no ano passado, são um exemplo de espetáculo que poderá acontecer no novo espaço. Em 2015, as apresentações foram realizadas em frente ao prédio da fundação, onde havia cobertura.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio