Partido do prefeito, PSB deve ter duas candidaturas em outubro

Presidente da sigla afirma que Executiva estadual solicitou apresentação de nomes para a eleição

Partido do prefeito, PSB deve ter duas candidaturas em outubro

Presidente da sigla afirma que Executiva estadual solicitou apresentação de nomes para a eleição

De acordo com o presidente do PSB de Brusque, o ex-deputado e ex-vice-prefeito Dagomar Carneiro, a Executiva estadual do partido solicitou que sejam lançadas candidaturas para deputado estadual e federal nas eleições de outubro.

Apesar de haver diversos nomes possíveis, não há, por enquanto, nenhuma definição do partido, no qual é filiado o prefeito de Brusque, Jonas Paegle.

Segundo Carneiro, a indefinição das candidaturas se deve ao fato de que o partido está esperando cenário mais concreto envolvendo as coligações para a disputa do governo do estado.

Atualmente, ele afirma, dois nomes despontam como favoritos, a se confirmar o lançamento das duas candidaturas. Quem se colocou à disposição para concorrer a deputado federal foi o apresentador Ernani Godoy, o Banana.

Para deputado estadual, diz o presidente da sigla, o vereador José Zancanaro é quem se dispôs a concorrer.

Outros nomes correm por fora. A Executiva estadual do PSB tem pressionado o partido a lançar a candidatura do ex-prefeito Ciro Roza a um dos cargos.

Porém, ele ainda não disse se aceita ou não a indicação. Também é cotado o nome do outro vereador do partido, Gerson Morelli, o Keka, que está em seu primeiro mandato.

A expectativa é que, desses quatro nomes, dois sejam oficializados.

Segundo Dagomar Carneiro, as decisões do PSB estadual e local serão tomadas mais rapidamente após a renúncia oficial do governador Raimundo Colombo, o que dará a largada para a oficialização das coligações.

Ele avalia que o partido leva vantagem em uma eleição para a Assembleia Legislativa, pois possui, historicamente, uma legenda baixa, ou seja, não precisa de tantos votos para eleger um parlamentar quanto outros partidos.

“Na última, o PSB elegeu um deputado com 14,9 mil votos. Nós imaginamos que hoje, enquanto outras legendas precisam de 35 a 40 mil votos, o PSB com 20 mil votos vai eleger um deputado estadual”, afirma.

Para ele, o fato de englobar os quase 90 mil eleitores de Brusque, somados aos das cidades vizinhas, torna razoáveis as chances de uma candidatura a deputado estadual da sigla sair vitoriosa.

Enquanto não chega a hora, o partido em Brusque aguarda as definições estaduais, onde o PSB, com o nome de Paulo Bornhausen, postula uma candidatura na eleição majoritária, flertando, hoje, com diversas siglas, como PP, o PSD e o PSDB.

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio