Conteúdo exclusivo para assinantes
Raul Sartori

Jornalista graduado em Ciências Sociais, atua na imprensa catarinense há cerca de 40 anos - raulsartori@omunicipio.com.br

Partidos aliados ao Planalto trocam membros para garantir uma composição favorável ao presidente

Raul Sartori

Jornalista graduado em Ciências Sociais, atua na imprensa catarinense há cerca de 40 anos - raulsartori@omunicipio.com.br

Partidos aliados ao Planalto trocam membros para garantir uma composição favorável ao presidente

Troca-troca
Como aconteceu na votação da primeira denúncia contra Michel Temer na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados, os partidos aliados do Palácio do Planalto começaram a trocar seus membros para garantir uma composição favorável ao presidente. Um dos casos que mais chamou a atenção na mídia foi a entrada de Edson Moreira (PR-MG) na vaga de Jorginho Mello (PR-SC), que votou contra Temer na primeira denúncia da Procuradoria Geral da República e manteve seu inabalável posicionamento desde então. A pergunta que todos fazem: quando este circo vai acabar?

Direitos violados
A deputada federal Maria do Rosário (PT-RS) solicitou à Comissão de Constituição e Justiça do Congresso Nacional uma audiência pública para ouvir o diretor-geral da Polícia Federal, Leandro Daiello, sobre o suicídio do reitor da UFSC, Luiz Carlos Cancellier. Rosário se alinha a muitos, dentre eles o ex-presidente Lula, que passaram a discutir o triste episódio como de violação de direitos.

Voz sensata
Uma das manifestações mais veementes sobre a morte do reitor da UFSC veio de seu amigo e procurador-geral de SC, João dos Passos Martins Neto, para quem é necessária a apuração das responsabilidades civis, criminais e administrativas das autoridades policiais e judiciárias envolvidas na prisão do professor. Para ele, as informações disponíveis indicam que Cancellier padeceu sob o abuso de autoridade, seja em relação ao decreto de prisão temporária contra si expedido, seja em relação à imposição de afastamento do exercício do mandato, causas eficientes do dano psicológico que o levaram a tirar a própria vida.

Separatismo
A convulsão que ocorre na Catalunha, que quer se separar da Espanha, até que poderia animar a luta pela independência de SC, Rio Grande do Sul e Paraná para formar um novo país, alvo de um plebiscito informal neste sábado em 900 cidades dos três Estados. Não é o que está acontecendo. Apesar de tudo, com o comportamento safado da classe política do andar de cima, o brasileiro quer o Brasil inteiro, e não esfacelado.

Trigo e joio
Ao voltar a pedir, nesta semana, a renúncia coletiva da executiva nacional do PMDB, o deputado federal catarinense Mauro Mariani falou umas duras verdades, como a de que “não se pode deixar que meia dúzia de pilantras envergonhem o partido”. De fato, é bem visível a diferença entre o que é trigo e joio entre os peemedebistas catarinenses e os caciques nacionais que tanto denigrem a sigla.

Limite estourado
Enquanto a comunicação do Executivo estadual exaltava, ontem, o expressivo crescimento de 10,8% da receita tributária em setembro, o secretário da Fazenda em exercício, Renato Lacerda, informava, na Assembleia Legislativa, que no segundo quadrimestre foi suplantado o limite prudencial previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal, alcançando 48,84% sobre a receita líquida disponível. Enquanto a despesa com pessoal estiver acima do previsto na LRF (46,55% da receita liquida disponível) estão vedados conceder vantagens, aumentos, reajuste ou adequação de remuneração a qualquer título, como também provimento de cargo público, admissão ou contratação de pessoal, ressalvada a reposição decorrente de aposentadoria ou falecimento de servidores das áreas de educação, saúde e segurança.

Imposto da riqueza
Para uma plateia que detém boa parte do PIB catarinense, reunida na Fiesc, segunda-feira, o relator da proposta de reforma tributária em discussão na Câmara dos Deputados, Luiz Carlos Hauly, defendeu a redução dos tributos sobre consumo e a elevação gradual dos impostos sobre renda e patrimônio. Poderia ser o público mais avesso a ouvir a ideia, mas o que se viu foi diferente. Os empresários gostam do modelo europeu do Imposto sobre Valor Agregado (IVA), sobre o consumo, que taxa os produtos, os serviços, as transações comerciais e as importações.

Classificação indicativa
Enquanto ainda arde a discussão sobre exposição de um homem nu em São Paulo, em que se permitiu que uma criança tocasse nele, eis que o deputado estadual Kennedy Nunes (PSD) surge com um projeto que introduz a classificação indicativa de idade nas exposições de artes e outros eventos culturais em SC. Uma imensa bobagem. Arte não tem classificação.

Prêmio
Foi divulgada anteontem a lista dos primeiros finalistas do Prêmio Jabuti, a maior recompensa das letras tupiniquins. Entre os selecionados na principal categoria (romance) está lá o lageano Cristóvão Tezza, com “A Tradutora” (Record). Os vencedores serão conhecidos dia 30 de novembro.

DETALHES
O mel processado pela Prodapys, empresa de Araranguá, foi considerado o melhor do mundo pela quarta vez no 45º Congresso da Associação Internacional das Federações de Apicultores (Apimondia), encerrado ontem em Istambul, na Turquia. SC já tinha recebido o título em 1979, na Grécia.

Abalada por escândalos, a BRF ainda tem muito crédito. Sua unidade de abates de suínos em Campos Novos foi autorizada a exportar carne suína para o concorrido mercado da Coreia do Sul.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Quero assinar com preço especial
[Acesse aqui]

Sou assinante

Sou assinante do impresso,
mas não tenho login
[Solicite sem custo adicional]

Tire suas dúvidas, em horário
comercial, pelo (47) 3351-1980

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio