Haitiana dá à luz em carro a caminho do hospital

Pequeno Jenns Estinfil Adelson nasceu por volta da 1h no caminho para o hospital Azambuja

Haitiana dá à luz em carro a caminho do hospital

Pequeno Jenns Estinfil Adelson nasceu por volta da 1h no caminho para o hospital Azambuja

A haitiana Ilaine Estinfil, de 33 anos, deu à luz dentro de um carro na madrugada de sexta-feira, 6, no bairro Rio Branco. Segundo o motorista do veículo e colega de trabalho do marido de Ilainem, Eder Minella, o pequeno Jenns Estinfil Adelson nasceu sem auxílio algum.

Minella conta que estava dormindo quando recebeu a ligação de um colega de trabalho que solicitou ajuda à família. Eder, então, foi até a empresa Adrithila Malhas, pegou o marido de Ilainem – Fresnel Adelson – e se dirigiu à residência do casal.

“O Fresnel chegou na empresa para trabalhar e falou para o pessoal que a esposa estava com muita dor. Então, eles me ligaram perguntando se eu podia levar ela até o hospital. Então eu fui. Quando chegamos na casa, ela estava tendo contrações”, diz.

De acordo com Minella, quando ele e Fresnel colocaram Ilaine no carro, a bolsa da haitiana estourou. Após isso, ele ligou para o Corpo de Bombeiros, que orientou o motorista a levar Ilaine ao hospital.

No entanto, durante o percurso – próximo à Seubertex Malhas, no bairro Rio Branco -, a haitiana deu à luz. Minella, então, estacionou o veículo e ligou novamente para o Corpo de Bombeiros, que foi até o local atender a mãe.

“Pegamos um pano e embrulhamos o neném. Falei para os Bombeiros que não iria mais mexer o carro. Então eles vieram”, diz. “Eu tenho dois filhos e nunca tive coragem de assistir o parto. Foi bem emocionante ver que o bebê tinha nascido ali”, completa.

O parto ocorreu sem nenhuma alteração e o pequeno brusquense-haitiano Jenns nasceu com 2,960 kg e 49 centímetros.

Segundo Ilaine, o casal mora em Brusque há dois anos e meio e, inclusive, já tinha uma filha nascida no município.

Com sotaque bastante carregado e com dificuldades em pronunciar o português, a emoção no olhar da mãe simbolizava o momento: “Estou muito feliz. Os bombeiros foram muito bons, ajudaram bastante”, disse.

Neste sábado, 7, Ilaine e Jenns receberão alta do hospital e ela poderá comemorar o Dia das Mães com os dois filhos.

Atualizada às 17h55.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio