Página 3

Bastidores da política e do Judiciário, opiniões sobre os acontecimentos da cidade e vigilância à aplicação do dinheiro público

Passageira de Brusque pede indenização por atraso de 20 minutos em voo

Página 3

Bastidores da política e do Judiciário, opiniões sobre os acontecimentos da cidade e vigilância à aplicação do dinheiro público

Passageira de Brusque pede indenização por atraso de 20 minutos em voo

Página 3

Uma moradora de Brusque ajuizou ação por danos morais contra a Azul Linhas Aéreas porque seu voo atrasou. Segundo ela, o voo com destino a Vitória (ES) estava programado para chegar às 10h22, mas acabou atrasando.

Leia também:
Salário do prefeito de Brusque está entre os maiores de Santa Catarina

Idosa abandonada morará definitivamente com amiga de Tijucas

Ela tinha uma reunião marcada para as 11h30 e, devido ao atraso, só conseguiu chegar às 12h45, o que lhe causou vários transtornos.

Em contestação, a empresa informou que o atraso se deu em razão do intenso tráfego aéreo. Relatou, ainda, que embora o voo tenha atrasado, o fato não foi capaz de gerar abalo emocional à autora, sendo incabível a condenação.

Na sentença, publicada na semana passada, a juíza Camila Coelho, do Juizado Especial Cível e Criminal de Brusque, dá razão à companhia aérea.

Segundo a magistrada, é incontroverso que houve atraso, mas este foi de apenas 20 minutos, e “consideradas ainda as condições atuais do fluxo aéreo, não configura falha na prestação do serviço, bem como não caracteriza ato ilícito”.

Leia também:
Empresária brusquense faz carreira política em Canoinhas

Estiagem prolongada afeta abastecimento de água do Samae

A juíza afirma que o atraso de voo inferior a quatro horas, sem que seja demonstrada consequência mais grave, como a perda de uma conexão, não configura violação de direitos, e não é passível de indenização.

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio