Passarela será construída próximo à Sodepan na rodovia Antônio Heil, após término da obra

Deinfra se comprometeu a fazer a passagem, depois de intensas reinvindicações da comunidade

  • Por Redação
  • 9:01
  • Atualizado às 8:03

Passarela será construída próximo à Sodepan na rodovia Antônio Heil, após término da obra

Deinfra se comprometeu a fazer a passagem, depois de intensas reinvindicações da comunidade

  • Por Redação
  • 9:01
  • Atualizado às 8:03
  • +A-A

Os moradores do loteamento Planalto, no Limoeiro, tiveram uma importante vitória na tarde de ontem. Depois de mais de um ano solicitando melhorias na sinalização no km 22, trecho próximo à padaria Sodepan, onde é realizada a duplicação da rodovia Antônio Heil, os envolvidos foram comunicados pelo Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra) sobre duas ações do órgão, que oferecerão mais segurança aos pedestres, ciclistas e veículos.

No Fórum da Comarca de Brusque foi realizada, ontem à tarde, uma audiência conciliatória com representantes do Deinfra, empresa Prosul – que executa a obra -, Associação dos Moradores do loteamento Planalto e do Limoeiro, Fundação do Meio Ambiente (Fatma) e a empresa Irmãos Fischer. Na ocasião, o Deinfra se comprometeu a fazer uma passarela no km 22 da rodovia depois da duplicação concluída, além de outras melhorias que garantam segurança à comunidade.

Outra ação oficialmente anunciada pelo departamento foi a colocação temporária de um trevo alemão na via, no fim de setembro. O trevo é responsável por facilitar a entrada e saída de veículos do loteamento.

O fiscal da faixa de domínio do Deinfra, Luiz Gonzaga Nunes, que participou da audiência, diz que após as reivindicações da comunidade o órgão viu a necessidade de realizar a passarela. Ele afirma que a direção do Deinfra estudará a melhor maneira de fazer a passarela, mas garante que a obra será executada assim que terminar a duplicação. Gonzaga afirma que não há previsão para o serviço.

O representante do Deinfra diz que enquanto isso o trevo alemão auxiliará a comunidade, já que melhorará a segurança na entrada e saída do loteamento. “Não temos uma previsão oficial para a passarela. No entanto, enquanto a obra não é finalizada, o trevo alemão vem minimizar a situação e melhorar a sinalização na entrada e saída da rodovia”.

O professor Rafael Vargas, morador do Planalto e um dos líderes do movimento por melhorias no local, destaca que a conquista se deu graças à mobilização da comunidade. Ele lembra que as assinaturas para o abaixo-assinado, protocolado junto ao Ministério Público de Santa Catarina (MP-SC) e ao Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJ-SC), atrelado à divulgação da imprensa, foram fundamentais para o resultado.

Vargas também diz que acredita no compromisso firmado pelo Deinfra de que assim que a duplicação terminar, a passarela será construída. “Acreditamos na Justiça que cumpriu o seu papel, que luta e protege a sociedade”.

Nos próximos 60 dias, ainda sem data e local definido, deverá acontecer outra reunião entre a comunidade e os órgãos envolvidos com a obra na rodovia Antônio Heil, para tratar sobre a situação.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio