Pavilhão da Fenarreco é interditado e 19 eventos estão comprometidos

Prefeitura irá abrir processo licitatório com urgência para que local seja reparado até junho

Pavilhão da Fenarreco é interditado e 19 eventos estão comprometidos

Prefeitura irá abrir processo licitatório com urgência para que local seja reparado até junho

A tempestade que causou diversos estragos em Brusque na terça-feira, 23, danificou seriamente o pavilhão Maria Celina Vidotto Imhof, a ponto de ser interditado pela 3ª Companhia de Bombeiros Militar. Todos os 19 eventos que seriam realizados até junho precisarão ser transferidos. Uma reunião com os organizadores destes eventos será realizada nesta segunda-feira, 29.

O telhado do pavilhão, que já estava desgastado com o tempo, ficou comprometido. Diversas telhas ainda estão soltas, caindo com o vento, e boa parte do pavilhão está descoberto. A cobertura que será instalada será mais resistente aos ventos, conforme indica o diretor de Turismo de Brusque, Norberto Maestri, o Kito.

“Aconteceu também pelo desgaste da manutenção do pavilhão. São mais de 25 anos em que o pavilhão estava aí, sem manutenção no telhado, e agora houve a gota d’água para a reforma. Era prevista uma reforma, agora temos que substituir todo o telhado”, explica.

As obras ainda não têm previsão de início. Um processo licitatório será aberto em regime de urgência para que até junho o pavilhão esteja em condições de receber eventos. Será necessário um investimento de cerca de R$ 980 mil.

“O problema é que nenhum outro lugar de Brusque tem o espaço que o pavilhão tem, principalmente em questão de estacionamento. O que mais comportaria os eventos é a Santos Dumont, ou talvez a Arena Brusque”, explica Maestri. Outra opção, dependendo do evento, é a realização no estacionamento do pavilhão com o uso de lonas e tendas.

Como as obras devem estar concluídas até junho, a Fenarreco, principal evento turístico de Brusque, não será ameaçada. “De jeito nenhum, nem em sonho a Fenarreco terá problemas. Até junho estará tudo pronto, se possível, até antes”, garante Maestri.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio