Paysandú pode voltar a participar da Série C do Catarinense em 2016

Assim como arquirrival Carlos Renaux, Paysandú anuncia intenção de retorno à terceirona no próximo ano

Paysandú pode voltar a participar da Série C do Catarinense em 2016

Assim como arquirrival Carlos Renaux, Paysandú anuncia intenção de retorno à terceirona no próximo ano

O torcedor brusquense pode voltar a reviver no ano que vem um dos grandes clássicos que já marcou história no futebol catarinense. Depois de o Carlos Renaux anunciar que pretende retornar à terceira divisão do Estadual em 2016, o Paysandú surpreendeu a todos ao comunicar que também tem o mesmo objetivo.

A declaração foi dada pelo vice-presidente do clube, Célio Rodrigues, o popular Soneca, à rádio Araguaia, e confirmada pelo dirigente ao ‘Município Dia a Dia’. “Temos, sim, intenção de voltar. Temos um campo bom e não possuímos dívidas. É uma perspectiva nossa. Alguns pedem para o time voltar, principalmente o pessoal mais antigo, hoje com filhos na escolinha. É uma das cobranças dos nossos patrocinadores também”, afirma.

Questionado se o interesse do clube foi motivado pelo anúncio de retorno do histórico rival, Soneca nega. “O Carlos Renaux é o Carlos Renaux e o Paysandú é o Paysandú”, refuta.

Ele diz que o clube já chegou a procurar à FCF ainda no ano passado, assim como também fez o Vovô, mas ainda não há nada de concreto. “Por enquanto, são apenas conversas iniciais, mas existe apoio para isso”, garante.

Vale lembrar que o diretor do clube é Leonardo Hang, filho do diretor-presidente das lojas Havan, mas Soneca comenta que em nenhum momento foi falado sobre a loja de departamentos poder dar o aval financeiro necessário.

“Neste momento não queremos falar de patrocinadores. Até porque as pessoas que desejam se envolver não tem interesse em aparecer”, diz.

Amador como base

O dirigente do Paysandú adianta que a ideia do clube é semelhante a proposta pelo principal rival: usar o campeonato amador deste ano para montar um time forte na terceirona. “A intenção é inscrever dois times na liga municipal. Aí já teremos oportunidade de observar quem vai se destacar”, comenta Soneca.

Futuramente a diretoria pretende juntar a estes atletas jogadores juvenil para montar o time para a terceirona. “Já formamos vários jogadores, que poderiam ser melhores aproveitados aqui. Se precisar, podemos buscar um ou outro nome de fora também”, observa.

Se o Vovô pensa em um dia retornar à elite, no entanto, o objetivo do alviverde da Pedro Werner é um pouco mais modesto. “O objetivo inicial não é nem subir, mas estar em evidência de volta. Divulgar o time e a cidade novamente”.

Escolinha será gratuita

Outra informação repassada por Soneca durante entrevista foi de que a escolinha do clube passará a ser gratuita neste ano. A intenção do Paysandu é voltar a estimular a formação de atletas, que perdeu força após o falecimento do ex-treinador da base, Álvaro Bozzano, no início do ano passado. “Não estamos cobrando sequer a inscrição, pois queremos fomentar a escolinha para termos um time forte em 2018, no ano do centenário do clube”.

Ele diz que muitos atletas de qualidade se perderam coma morte do ex-treinador, ressaltando que a equipe juvenil chegou a ser campeã da Copa Acef de 2012 em cima do Figueirense. “Tínhamos um grande time. Hoje, estão todos fora do clube”, lamenta.

Este ano o Paysandú participa da Copa Acef, competição da Associação Catarinense de Escolinhas de Futebol, e do torneio da Liga Blumenauense de Futebol.

Podem participar das escolinhas do clube atletas de 9 aos 16 anos. As inscrições podem ser feitas diretas na secretária do alviverde das 13h30 às 18h. Mais informações podem ser obtidas no telefone: 9167-5022 ou 3396-6335.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio