Peixarias de Brusque chegam a vender até 300 quilos de tainha por dia

O período mais forte da venda do peixe é entre maio e julho

Peixarias de Brusque chegam a vender até 300 quilos de tainha por dia

O período mais forte da venda do peixe é entre maio e julho

A safra da tainha, peixe típico do litoral catarinense, já começou. Em Brusque, as peixarias têm comercializado grande quantidade com ou sem ovas. Somente a peixaria Rio, no Centro, vendeu até agora cerca de 1 mil quilo.

O proprietário Oswaldo Samagaia diz que têm clientes que vão ao local apenas neste período da pesca: de maio a julho. “Começa a esfriar e as pessoas começam a comprar. Tenho fregueses que não aparecem no ano todo, mas chegou a tainha, eles vêm”.

Samagaia diz que o pescado é comprado de empresas de Itajaí, porém, ele é pescado em Florianópolis. “Tem sempre muita procura. Até o fim da safra acredito que chegaremos a vender entre 3 a 4 mil quilos”.

No Pescados Zize, a temporada de tainha também atrai muitos clientes. Os peixes chegaram no estabelecimento no começo da semana e as vendas já são satisfatórias. O proprietário Luis Henrique Schaadt conta que, levando em consideração os anos anteriores, deve ser vendido de 50 a 300 quilos por dia. Geralmente, a tainha com ova pesa dois quilos e a sem ova, 1,3 quilo.

Schaadt afirma que os clientes compram a tainha para fazer grelhada, recheada ou em postas. “Cada um faz como gosta e todo o ano as vendas são boas. Sempre temos peixes fresquinhos e ficamos felizes em atender as pessoas nesta época em que eles esperam para poder comer a tainha”.

O proprietário do Pescados Zize diz ainda que a tainha é comprada em Itajaí, mas que essa primeira safra veio do litoral de Florianópolis. Em média, limpa, a tainha é vendida a R$ 18 o quilo.

Os supermercados Archer e Bistek ainda não estão vendendo o peixe. Também não há previsão de chegada.

65 toneladas

De 1º a 11 de maio foram pescados 65 toneladas de tainhas no estado, segundo a Federação dos Pescadores de Santa Catarina. As cidades do Sul do estado – Garopaba e Imbituba e as praias de Florianópolis – Campeche, Barra da Lagoa, Ingleses e Lagoinha, foram os principais locais da captura.

A pesca da tainha encerra no dia 31 de julho e é regulamentada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. A expectativa da federação é que sejam capturadas 1,8 tonelada do peixe neste período. Em 2015, foi pescada em Santa Catarina 1,4 mil tonelada.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio