Perita do IGP é detida após desacatar agentes e derrubar moto da GTB, em Brusque

Vídeo do caso circulou nas redes sociais nesta quarta-feira

Perita do IGP é detida após desacatar agentes e derrubar moto da GTB, em Brusque

Vídeo do caso circulou nas redes sociais nesta quarta-feira

Uma perita do Instituto Geral de Perícias (IGP) foi conduzida à delegacia na tarde desta quarta-feira, 8, por volta das 16h, após desacatar um agente de trânsito e causar dano ao patrimônio público.

Um agente da Guarda de Trânsito de Brusque (GTB) relatou que estava realizando rondas pela avenida Otto Renaux, no bairro São Luiz, quando avistou uma condutora falando ao celular enquanto dirigia.

Veja também:
Brusque passará por reformulação na gestão com novo estádio 

Bolsonaro assina decreto que facilita porte de arma para diversas categorias; confira a lista

Secretaria de Saúde de Brusque estuda abertura mais serviços de pronto-atendimento 

No momento da abordagem, a mulher, de 45 anos, começou a desacatá-lo dizendo que ele não era policial e que não poderia abordá-la. A condutora chutou e derrubou a motocicleta da GTB, danificando o veículo, de acordo com os agentes.

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra a mulher gritando com o guarda. “Chama a PM agora, que eu quero a PM aqui, todo mundo me conhece, chama a PM aqui agora. Pode chamar a PM sim porque eles sim são policiais. Chama a Polícia Civil que eles sim são policiais. Chama o IGP porque eu sou perita e vocês, o que vocês são? Uns grande merda que só servem para encher o saco dos outros”, disse aos gritos.

Ela tenta tirar a carteira de motorista da mão do guarda e ele diz que não terminou de registrar a ocorrência. Com a recusa, ela chuta a motocicleta da GTB duas vezes, até o veículo cair. A mulher grita novamente para chamar a PM e tenta pegar a carteira da mão do guarda, dando de dedo na cara do agente e ainda gritando para chamar a polícia.

O guarda de trânsito entrega a carteira para a mulher, que vai em direção ao carro e enquanto entra no veículo diz “vai procurar encher o saco dos outros”. Antes de ir embora, ela fala outras coisas mas não é possível entender pois há ruídos no som do vídeo.

Segundo o relatório da Polícia Militar e o registro do boletim de ocorrência, um homem que passava pela rua também foi agredido pela mulher. Ele relatou que estava em um bar próximo ao local e presenciou o acontecimento. Ao tentar controlar a situação, a condutora começou a estapeá-lo e ameaçá-lo de morte.

De acordo com a assessoria de comunicação do IGP-SC, a servidora estava afastada dos trabalhos há cerca de um mês. O motivo não foi informado até o momento.

Manifestação da prefeitura
Na manhã desta quarta-feira, 8, a Secretaria de Trânsito e Mobilidade (Setram), emitiu nota de esclarecimento sobre o ocorrido.

No texto, a Setram informa que após ir embora a motorista retornou pouco tempo depois  para discutir com os agentes de trânsito e com a comunidade novamente. A Polícia Militar foi até o local e conduziu a mulher à Delegacia da Polícia Civil.

Também informa que os agentes são orientados a não reagirem neste tipo de reação. Confira a nota na íntegra:

A Secretaria Municipal de Trânsito e Mobilidade (Setram) , por meio da Guarda de Trânsito de Brusque (GTB), vem a público esclarecer os fatos que envolveram dois agentes da instituição durante uma abordagem de rotina ocorrida na avenida Otto Renaux, nas proximidades do número 432, na tarde desta quarta-feira, 8.

Por volta das 15h30, dois agentes de trânsito em rondas avistaram um carro em movimento, no qual a motorista estava manuseando um aparelho de telefone celular. Após alguns pedidos, a condutora finalmente estacionou o veículo. De imediato, foram solicitados os documentos de porte obrigatório, como a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e o Certificado de Registro de Veículo (CRV), sendo necessário pedir mais de uma vez para que a mesma entregasse para os guardas.

Como não havia nenhuma irregularidade na documentação, a motorista foi informada que seria multada, conforme prevê a Código Brasileiro de Trânsito, lei 9503/97, Artigo 252, apenas pelo uso do eletrônico durante condução veicular. Infração, diga-se de passagem considerada gravíssima, com perda de sete pontos na habilitação.

Enquanto um dos agentes emitia a notificação, a motorista começou a desacatar os servidores, proferindo inclusive palavras de baixo calão. Logo após, chutou e derrubou uma das motocicletas da GTB. Também retirou seus documentos das mãos do agente e se evadiu do local. Vale salientar que em nenhum momento os agentes reagiram, pois esta é a orientação em casos dessa natureza, em virtude deles não portarem arma de fogo ou qualquer outro objeto de defesa pessoal.

Veja também:
Semáforo na esquina da Vila Schlösser será mudado de local

Procurando imóveis? Encontre milhares de opções em Brusque e região

Pronto-socorro pediátrico do Hospital Santo Antônio também restringe atendimento

Após alguns minutos, a motorista voltou ao local da ocorrência, onde novamente quis discutir com os agentes de trânsito com a comunidade. A Polícia Militar foi acionada e conduziu a motorista para a Delegacia da Polícia Civil.

Os dois agentes da GTB registraram Boletim de Ocorrência por Desacato, Ameaça e Dano ao Patrimônio Público. Neste quinta-feira, está agendada uma perícia na motocicleta que foi derrubada e danificada.

A prefeitura de Brusque, lamenta o ocorrido, e informa que irá cobrar o prejuízo da motocicleta. Declaramos ainda que a SETRAM e a GTB, assim como qualquer outro órgão público, cumpre a Legislação, sendo que nenhum cidadão está acima da Lei.

*O vídeo não foi divulgado pelo jornal para não ferir os direitos de imagem da envolvida

*Notícia atualizada às 10h16 de 9/05 – Nota de esclarecimento da Setram inserida

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio