Pessoas sem experiência têm dificuldade em entrar no mercado de trabalho em Brusque

Para conseguir uma oportunidade, cidadão deve ser proativo e não se limitar a uma função

Pessoas sem experiência têm dificuldade em entrar no mercado de trabalho em Brusque

Para conseguir uma oportunidade, cidadão deve ser proativo e não se limitar a uma função

Como terei experiência se não nos dão oportunidade? Essa é a principal queixa de muitas pessoas que nunca trabalharam e estão em busca do primeiro emprego. As agências do município recebem diariamente cidadãos com este perfil. Porém, atualmente, as empresas são rigorosas na contratação e as vagas disponíveis exigem experiência.

Leia também: Moradores do Limoeiro fazem abaixo-assinado por mais segurança na rodovia Antônio Heil

O diretor da Céu RH, Graziano Andrade, diz que no mercado há muitos profissionais disponíveis, mas o fato de não terem antes realizado alguma atividade impossibilita que consigam o emprego. “Hoje, 100% das empresas que trabalham conosco querem que o candidato tenha experiência na área. Entre escolher quem tem e quem não tem, ganha vantagem quem já trabalhou antes”.

O mesmo acontece na Degrau do Sucesso. A recrutadora Franciele Farias Moura conta que a maioria das vagas são para áreas estratégicas – analista financeiro, analista de Recursos Humanos (RH) e para o setor de confecção – modelista, pilotista. “Ambas exigem experiência. Entendemos o lado das empresas que contratam e também das pessoas que estão em busca desta primeira oportunidade”.

No entanto, Franciele afirma que o mercado é uma “via de mão dupla”. Ela diz que num momento de crise, o mercado tende a ficar mais flexível se o candidato também se adequar à realidade. Segundo a recrutadora, às vezes as empresas aceitam o candidato, mas ele não aceita o salário. “É preciso que haja uma flexibilização também por parte de quem quer o trabalho”.

Sem limitações

Ser proativo, ter uma boa rede de relacionamentos e não se limitar a uma função são requisitos necessários para que o candidato consiga o primeiro emprego. O diretor da Céu RH afirma que a pessoa não deve criar barreiras quanto aos dias de trabalho e ao horário. “Muitos querem trabalhar, mas arrumam limitações, como não trabalhar no fim de semana. Quando surgir a oportunidade é preciso aproveitá-la, independente do grau de importância ou do status que tenha”.

Franciele diz que insistência é a chave para obter o sucesso. Ela salienta que aconselha alguns candidatos a irem diretamente na empresa. “Quando sei de vagas de outras empresas indico que batam na porta e vão atrás. A chance de em algum momento conseguir existe”.
A presidente da Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH) em Brusque, Schirlei Knihs Freitas, diz que no cenário atual as empresas buscam profissionais experientes para que alavanquem os negócios da instituição. Ela afirma, porém, que pessoas sem experiência possuem muitas ferramentas para aperfeiçoar-se e buscar qualificação para posteriormente buscarem uma vaga. “Hoje é possível estudar de forma gratuita. Há sites e vídeos que permitem que ocorra esse desenvolvimento e obtenham essa evolução”.

Insistência

Maria Eduarda Ludvich, 19 anos, moradora do bairro Limeira Baixa, teve dificuldade em conseguir o primeiro emprego. Sem ter terminado o Ensino Médio, com uma filha de três anos e sem registro na Carteira de Trabalho, ficou mais de sete meses em busca de uma oportunidade.

“Sempre falavam que eu tinha que ter mais experiência e precisava de estudo. Foi muito difícil”. Depois de insistir e falar com algumas pessoas, há cinco meses ela conseguiu uma vaga como atendente de frios e pães no Archer do Santa Terezinha. “Conversei com muitas pessoas e insisti bastante pra conseguir”.

20160802-12

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio