Pingo diz que Brusque terá menos improvisos contra o Avaí pelo Catarinense 2018

João Carlos volta à lateral-direita e Cleyton à zaga; jogo é crucial para o planejamento do restante da campanha do clube

Pingo diz que Brusque terá menos improvisos contra o Avaí pelo Catarinense 2018

João Carlos volta à lateral-direita e Cleyton à zaga; jogo é crucial para o planejamento do restante da campanha do clube

Após uma semana de pressão, o técnico Pingo deverá colocar em campo no duelo com o Avaí, nesta quinta-feira, 25, às 20h30, em casa, a escalação mais perto do que ele considera ideal para o Brusque. A volta de João Carlos para a lateral-direita é comemorada.

Pingo e o elenco estão pressionados para conseguirem um resultado positivo e trazer tranquilidade, ou pelo menos um pouco dela, para o quadricolor. Um dos elencos mais caros da história recente do Brusque, o time não tem correspondido, por isso a diretoria já busca reforços a pedido do treinador, que também chegou no decorrer da competição.

Nos bastidores fala-se que alguns nomes podem ser apresentados ainda esta semana ou no início da próxima. Inevitavelmente, o elenco deve estar remontado até o começo do returno, contra o Joinville, no dia 25 deste mês.

Enquanto os reforços não chegam, Pingo trabalha com o que tem para dar um recomeço à história do Bruscão no Catarinense de 2018. Cleyton deve atuar na zaga na vaga de Antônio Carlos. A principal dúvida é se Carlos Alberto ou Ronaell jogarão na lateral-esquerda. João Carlos volta à lateral-direita.

“A liberação do João Carlos é importante. Cheguei a fazer cinco atletas jogarem improvisados agora vamos improvisar apenas em uma posição. Isso é importante, é um bom começo e um bom sinal de que as coisas começam a tomar seu rumo”, afirma Pingo.

Para o treinador, as atuações devem melhorar porque os improvisos devem virar coisa do passado. “Tivemos vários problemas que dizem respeito principalmente à parte médica e física. Nessas últimas partidas, jogamos contra grandes equipes de Série A improvisando”.

Divisor de águas
O Brusque tem desempenho mediano até aqui no Catarinão. Mas para não ficar brigando com a turma do “fundão,” precisa melhorar a campanha.

“Esse é um jogo decisivo, até porque conseguindo um bom resultado subimos na tabela e retomamos a confiança, que é o mais importante”, avalia o treinador quadricolor.

Apenas três pontos acima do Tubarão, na zona do rebaixamento, se o Bruscão perder e o time da cidade azul vencer pode ser alcançado em pontuação. Aí, o objetivo que no começo do ano que era topo da tabela deve virar luta contra o descenso.

“Pensamos em coisas grandes, nosso objetivo sempre foi brigar na parte de cima da tabela. O Avaí é um equipe de tradição, forte, então as dificuldades serão enormes. O mais importante é manter a tranquilidade”, afirma Pingo.

Mais mudanças
Pingo adotou um discurso tranquilizador na entrevista pré-treino desta quarta-feira, no Augusto Bauer. Disse que o importante é ter calma para os resultados surgirem.

O jogo contra o Avaí será crucial para a formatação do elenco do returno. Nenhum clube espera ter de promover mudanças bruscas em meio a uma competição, mas é bem provável que isso aconteça no Bruscão, principalmente em caso de derrota.

A barca de dispensas deve passar pelo CT Rolf Erbe e nela devem embarcar muitos dos nomes badalados que chegaram ao quadricolor na pré-temporada a preços consideráveis. Questionado se a derrota seria o fator desencadeador de mudanças radicais no clube, Pingo não respondeu diretamente e focou na partida pelo Catarinense.

“Não penso dessa maneira. Procuro analisar o momento. Vamos jogar essa partida, com certeza, com um desempenho muito melhor porque vou colocar a equipe que considero ideal, com jogadores que já jogaram comigo no passado”, diz.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio