Pingo diz ter ‘segredinho’ para vencer Brusque, Joceli minimiza possível arma

No duelo fora das quatro linhas, treinadores prevêem jogo complicado no Augusto Bauer

Pingo diz ter ‘segredinho’ para vencer Brusque, Joceli minimiza possível arma

No duelo fora das quatro linhas, treinadores prevêem jogo complicado no Augusto Bauer

O Brusque terá neste domingo (16) um grande desafio no Augusto Bauer. Depois de assumir a liderança fora de casa com a vitória sobre o Marcílio Dias, a equipe quadricolor volta a jogar novamente diante da sua torcida. O adversário será o Avaí, que vem de uma vitória por 3 a 0 sobre o Juventus e aposta suas fichas em um novo triunfo para deixar a zona de rebaixamento do hexagonal. 
 
O duelo marca o reencontro do time e da torcida brusquense com o técnico Pingo. Foi com o treinador que a equipe ganhou evidência no Estadual. Com um estilo de jogo ousado, por pouco não avançou com o clube à fase final do Catarinão. O bom desempenho fez com que Pingo trocasse de ares. Deixou o Marreco para assumir o Leão. 
Agora vestindo as cores do time da Capital, ele espera tirar proveito do conhecimento que tem sobre a equipe quadricolor para conseguir a segunda vitória no comando do Avaí. “Sei que vamos ter muitas dificuldades, mas eu tenho um segredinho que conheço muito bem. Temos como neutralizar algumas jogadas e conquistar o resultado positivo”, disse em entrevista coletiva logo após a vitória sobre o Juventus. 
 
O seu sucessor, Joceli dos Santos, no entanto, minimiza a situação. Ele considera que o fato de Pingo ter dirigido a equipe em 10 dos 12 jogos na competição não servirá como arma para o adversário. “Os jogadores ele conhece como ninguém, muito mais do que eu. Mas o modelo de jogar e como minha equipe vai se comportar dentro de campo, não. Ele joga com um triângulo e eu com um quadrado no meio. Então, tem muita diferença”. 
 
Sequência caseira
O duelo diante do Avaí é o primeiro de dois jogos do Brusque em casa antes do fim do primeiro turno do hexagonal. Jogos que podem ser fundamentais para a equipe quadricolor abrir vantagem na liderança. Mesmo sabendo que pode acumular uma boa gordura, Joceli tira a pressão dos jogadores e avalia a sequência da competição com cautela.
 
“Tínhamos um jogo de seis pontos com o Marcílio. Tudo podia acontecer. Agora, serão outros dois confrontos muito difíceis. Precisamos de todos os jogadores, torcedores, e da cidade mobilizada para estes dois jogos”.
O treinador lembra do equilíbrio da competição. Ele pede atenção aos atletas para que a equipe não seja surpreendida pelo Leão.
 
“Não tem mais bobo na bola. Essa é a verdade. Quando a  gente pensava que o Juventus poderia ser o saco de pancadas, vai a Chapecó e ganha da Chapecoense. Quarta-feira antes de tomar os gols do Avaí, poderia ter aberto o placar. Então, é uma competição dificílima”, ressalta. “É preciso estar focado e ter os pés no chão, sabendo que ganhamos o jogo, mas não ganhamos nada ainda. Tem que ir em busca de muito mais”, complementa.
Evolução
O treinador considera que a equipe já apresentou uma evolução diante do Marinheiro, sobretudo na segunda etapa, ‘quando trabalhou a bola com qualidade e  teve paciência para marcar o adversário sem ela’. A ressalva, segundo o comandante, foi o controle da posse de bola. “Temos que caprichar um pouquinho mais na manutenção da bola. Isso é importantíssimo. Durante os 90 minutos, se você tiver a posse, faz o adversário correr atrás de você. É isso que precisamos: qualidade no passe e a posse de bola”, declara.
Desfalque
O técnico brusquense terá uma baixa para a partida diante do Leão. Elielton levou o terceiro cartão amarelo e está fora do jogo. Rafael Bitencourt, Mazinho e Roberto Lopes são as opções. Os dois primeiros, com características mais ofensivas, levam vantagem. Se o escolhido for Mazinho, que se recupera de lesão no tendão de aquiles, Serginho pode voltar a jogar mais recuado fazendo a contenção ao lado de Eurico. O provável Brusque deve ir a campo com: Wanderson; João Neto, Cleyton, Néris e Gilton; Eurico, Rafael Bitencourt (Mazinho), Serginho e Aldair; Kiko e Eydison.¶
 
Ingressos
A diretoria do Brusque FC informou que os ingressos para a partida serão vendidos apenas no dia do jogo. Os bilhetes poderão ser adquiridos a partir das 14h, quando serão abertas as bilheterias do estádio Augusto Bauer. Os preços serão os mesmos dos jogos anteriores: R$ 20 a geral e descoberta, R$ 30 o setor coberto e R$ 50 as cadeiras. Em todos os setores há opção de ingressos de meia-entrada.
 
Minuto a minuto
Acompanhe os principais lance da partida entre Brusque e Avaí a partir das 15h45 com a transmissão minuto a minuto.
Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio