Poço Fundo goleia Caçador e está na final do Amador de Brusque

Equipe aplicou 4 a 0 no rival e agora luta pelo título contra o Cedrense

Poço Fundo goleia Caçador e está na final do Amador de Brusque

Equipe aplicou 4 a 0 no rival e agora luta pelo título contra o Cedrense

Com goleada na semifinal para cima do Caçador, o Poço Fundo se garantiu como finalista do Campeonato Municipal de Futebol Amador de Brusque. A equipe venceu os adversários por 4 a 0, com gols de Edegar, Carlos, Carioca e Márcio. No primeiro confronto, o time finalista havia perdido por 2 a 1. Agora o título será decidido entre Cedrense e Poço Fundo.

Começo nervoso

Logo nos primeiros lances, as duas equipes demonstraram o nervosismo e a vontade de avançarem para a grande final. As chegadas eram duras, e muitos cartões foram aplicados para os dois lados. O Caçador conseguiu, por um bom tempo, tirar a bola dos adversários que precisavam de gols, mas como se concentraram apenas em se defender, pecavam no ataque.

Depois de muito martelar e nada conseguir, um lance abriu as portas para a vitória azul e branca. Aos 36 minutos, Djonathan, sempre ele, achou Edegar livre na pequena área e cruzou por cima da defesa. Com a tranquilidade de um dos principais centroavantes do futebol brusquense, o camisa 9 dominou e tocou rasteiro para as redes.

Entre as estrelas do Poço Fundo, quem mais se destacava era o lateral-direito Carlos, pela vontade e pela precisão dos passes. Na sequência do gol de Edegar, ele foi presenteado pela raça. Um apagão da defesa do Caçador deixou o camisa 2 livre para entrar na área e bater para o gol aos 37, depois de passe preciso de Carioca.

Consagração

O Caçador voltou mais ligado, enquanto o Poço Fundo penou para se encontrar na segunda etapa. Mesmo assim, o time visitante encontrava dificuldade para penetrar na área adversária. Um gol deixaria tudo igual e levaria para os pênaltis, mas o Caçador passou longe da meta do goleiro Rato por um bom tempo.

Para tranquilizar ainda mais a vida do Poço Fundo, Djonathan deixou mais um colega na cara do gol. Aos 17 minutos, Carioca recebeu o passe do camisa 10 dentro da área e rolou para o barbante, soltando o grito da torcida azul e branca.

Aos 26 minutos, o Caçador perdeu uma incrível chance de reagir. Davidson recebeu cara a cara com Rato, e o goleiro estava caído no lance. Mesmo assim, o atleta chutou em cima do arqueiro, que tirou com um tapa.

Como punição, a equipe do bairro Thomaz Coelho sofreu mais um gol nos instantes finais da partida. Na área, Edegar tentou driblar o goleiro Fabricio, mas foi derrubado com falta. Pênalti marcado e cobrado com sucesso por Márcio, que colocou números finais na partida

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio