Página 3

Bastidores da política e do judiciário, opiniões e críticas sobre os acontecimentos da cidade e vigilância à aplicação do dinheiro dos impostos pagos pelo cidadão

Poder público de Brusque aumenta gasto com pessoal em 13% de um ano para outro

  • Por Página 3
  • 6:30
  • Atualizado às 17:40
Página 3

Bastidores da política e do judiciário, opiniões e críticas sobre os acontecimentos da cidade e vigilância à aplicação do dinheiro dos impostos pagos pelo cidadão

Poder público de Brusque aumenta gasto com pessoal em 13% de um ano para outro

  • Por Página 3
  • 6:30
  • Atualizado às 17:40
  • +A-A

Gastos aumentam
Ao analisar os dados informados no site Portal do Cidadão, do Tribunal de Contas do Estado (TCE-SC) – referente às despesas com pessoal em Brusque em 2016 e 2015, o Observatório Social de Brusque (OSBr) constatou um aumento de 13,63% de um ano para o outro. Em 2016 foram mais de R$ 169 milhões com despesas de remuneração. Os pagamentos são divididos entre Executivo e Legislativo, sendo o maior montante destinado à primeira categoria.

Meses de destaque
Em 2015, os pagamentos ao Executivo somaram R$ 145 milhões, e no ano passado esse valor foi para R$ 165 milhões. Enquanto isso, nas despesas com pessoal no âmbito Legislativo, a soma foi de R$ 4,8 milhões em 2016. Os meses que se destacaram foram dezembro de 2016, com R$ 21,7 milhões, destinados ao Executivo e dezembro de 2015, com R$ 16,7 milhões em gastos com pessoal. As informações de 2017 ainda não foram divulgadas no Portal do Cidadão.


A visita do TCE-SC
O vice-prefeito de Brusque, Ari Vequi, entra em contato para se manifestar a respeito da nota publicada ontem nesta espaço, a qual diz respeito à presença de auditores do Tribunal de Contas do Estado (TCE-SC) no município durante a semana passada. Segundo ele, ao contrário do que foi informado extraoficialmente por fontes ligadas à prefeitura, não se trata de verificação de denúncias feitas pelo ex-procurador, Mário Mesquita, mas de assunto mais antigo.

Caso passado
Vequi informa que a presença dos auditores, durante três dias da semana passada, se deu em função de apurações que estão sendo feitas pelo TCE-SC relacionadas à antiga Companhia de Desenvolvimento e Urbanização de Brusque (Codeb), que está desativada e tem um passivo de mais de R$ 26 milhões. Segundo a prefeitura, portanto, a visita dos auditores tem relação exclusiva com fatos ligados a governos passados.


Alvarás em Botuverá
Uma situação no mínimo curiosa foi registrada na Câmara de Botuverá na semana passada, envolvendo a vereadora Margarete Leitis (PSD), que atua como advogada no município. Ocorre que a Câmara solicitou pedido de informações ao Executivo com todos os nomes de todos as pessoas que possuem alvará de funcionamento em Botuverá.

Resposta hoje
A prefeitura enviou a resposta na semana semana, e, com isso, os demais vereadores, ao verificarem o material, descobriram que, a princípio, a vereadora sequer requereu alvará de funcionamento e alvará sanitário para seu escritório de advocacia, assim como jamais pagou ISS ou qualquer outro tributo municipal, bem como emitiu qualquer nota fiscal. Margarete nega. Na sessão de hoje à noite, a vereadora trará explicações sobre o caso.


Almoço de Ideias
A Associação Empresarial de Brusque (Acibr) realiza no dia 4 de maio a 16ª edição do Almoço de Ideias da entidade. O evento terá a presença do diretor-regional do Senai Santa Catarina, Jefferson de Oliveira Gomes, que é engenheiro e professor do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), e irá ministrar a palestra Entendendo as consequências da evolução tecnológica”. O evento acontece na Sociedade Esportiva Bandeirante a partir das 11h30. O almoço será servido às 12h15 e a palestra tem início às 13h. Interessados podem adquirir os convites na sede da Acibr, no valor de R$ 50 para associado e R$ 70 para não associados. A presença deve ser confirmada até dia 3 de maio, pelo 3351-1588 ou acibr@acibr.com.br.


Definição dos servidores
Assembleia convocada pelo Sindicato dos Servidores Públicos de Brusque (Sinseb) para amanhã, às 18h30, promete definir a situação do reajuste do funcionalismo público. Na ocasião, o sindicato deve levar à mesa a última proposta da prefeitura relativa ao reajuste. Caso ela não seja aprovada, os servidores imediatamente deliberarão sobre a possibilidade de paralisação das atividades da categoria.


Reforma da Previdência
Na sessão de hoje à noite da Câmara de Guabiruba, cujo início está marcado para as 19 horas, está prevista a participação do presidente do Fórum de Entidades Sindicais de Trabalhadores de Brusque e região, João Decker. Na oportunidade, ele irá continuar a peregrinação contra a aprovação, pelo Congresso Nacional, da Reforma da Previdência. Aqui em Brusque, o Fórum tem liderado as ações contrárias às propostas do presidente Michel Temer.


Comissão de corretagem
O Superior Tribunal de Justiça (STJ) julgará em breve dois recursos que discutem a validade da transferência ao consumidor da obrigação de custear a comissão de corretagem nas operações de compra e venda celebradas no âmbito do programa Minha Casa, Minha Vida, do governo federal. Ao contrário das negociações privadas, nas quais o vendedor paga a comissão, o governo, já achacador por natureza, quer também que o consumidor pague esta comissão.

Mais de 80 ações
Com a divergência, o ministro Paulo de Tarso determinou a suspensão, em todo o território nacional, dos processos que discutem o tema. Atualmente, de acordo com o STJ, pelo menos 88 ações já aguardam definição de tese pelo tribunal.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio