Polícia Civil dá dicas de segurança para as férias de fim de ano

Orientação é levar consigo apenas o dinheiro necessário para as atividades do dia

Polícia Civil dá dicas de segurança para as férias de fim de ano

Orientação é levar consigo apenas o dinheiro necessário para as atividades do dia

Fim de ano é época de cidades cheias no Litoral catarinense, o que exige atenção e cuidados extras. A Polícia Civil de Santa Catarina recomenda que os veranistas evitem levar muito dinheiro para eventos com grande público ou para áreas mais isoladas. A orientação é para calcular a quantia aproximada que será gasta naquele dia e levar apenas o valor.

Joias também devem ficar em casa, assim como notebooks e tablets. Já os celulares devem ser carregados de forma discreta, preferencialmente em bolsos falsos.

Máquinas fotográficas e filmadoras devem ser evitadas em locais isolados, como trilhas ou praias mais afastadas. E, no carro, todos esses equipamentos e itens de valores devem ser guardados no porta-malas, e não nos bancos. A mesma dica vale para malas e bolsas.

Documentos
Em caso de perda dos documentos, o primeiro passo é fazer o registro do Boletim de Ocorrência (BO) em qualquer delegacia da Polícia Civil. Para saber o endereço da delegacia mais próxima, basta ligar para o número 181. O registro do B.O. é gratuito e também pode ser feito pela internet.

O B.O. passa a valer como um documento oficial, tendo o mesmo peso que uma carteira de identidade ou uma certidão de nascimento.

O boletim também pode ser feito pela internet, pelo ícone Delegacia Eletrônica no site www.policiacivil.sc.org.br. O serviço possibilita o registro de situações de perda de documentos ou objetos, furto de celular, denúncias (anônimas ou não), ameaça e dano causado por fenômenos da natureza.

Outras dicas
Sempre que for possível, evite andar desacompanhado por locais isolados e ou em horas avançadas. Em uma festa ou reunião espere pela companhia de um amigo para saírem juntos.

Caminhe junto à guia da calçada e atravesse a rua a qualquer sinal de perigo. Ao pressentir a aproximação de estranhos em atitude suspeita entre no primeiro local habitado que encontrar.

Em caso de assalto, não grite e nem discuta – o nervosismo poderá aumentar a tensão sob a qual agem e provocar uma atitude mais agressiva.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio