Polícia Civil de Brusque passará a utilizar sistema audiovisual em inquéritos

Gravações eram feitas apenas para autos de prisão em flagrante

Polícia Civil de Brusque passará a utilizar sistema audiovisual em inquéritos

Gravações eram feitas apenas para autos de prisão em flagrante

A Polícia Civil de Brusque passará a filmar todos os procedimentos de inquéritos e termos circunstanciados, eliminando boa parte do papel que costumava ser utilizado. A medida foi publicada em resolução na edição desta sexta-feira, 9, do Diário Oficial do Estado, e vale para diversas delegacias catarinenses. Na Delegacia de Polícia Civil de Brusque, o equipamento necessário será recebido nos próximos dias.

Em setembro de 2016, o sistema audiovisual foi implantado, para uso apenas nos autos de prisões em flagrante. As Delegacias de Polícia Civil de Brusque e São João Batista já terão a tecnologia disponível, além da Divisão de Investigação Criminal (DIC) e da Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso (DPCAMI). Os municípios de Guabiruba, Botuverá, Major Gercino e Nova Trento inicialmente não terão o sistema disponível.

”A partir do registro do boletim de ocorrência, os depoimentos são gravados, sem ninguém digitando. As gravações são encaminhadas ao Poder Judiciário por meio de um DVD. Isto facilita a análise dos depoimentos, e será possível analisar expressões corporais, estado emocional. É um ganho importante. Na transcrição, alguns elementos são perdidos, inevitavelmente”, comenta o delegado regional de Brusque, Fernando de Faveri.

A DIC e a DPCAMI deverão adquirir o equipamento necessário por meio de convênio com o Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJ-SC).

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio