Polícia Civil de São João Batista prende sete traficantes que atuavam com disk drogas

Operação Leão Norte foi deflagrada na madrugada desta quarta-feira, 8, em São João Batista e em Pernambuco

Polícia Civil de São João Batista prende sete traficantes que atuavam com disk drogas

Operação Leão Norte foi deflagrada na madrugada desta quarta-feira, 8, em São João Batista e em Pernambuco

Na madrugada desta quarta-feira, 8, a equipe de investigação da Polícia Civil de São João Batista deflagrou a operação Leão do Norte, com o objetivo de cumprir sete mandados de prisão e sete de busca e apreensão em São João Batista e em Iguarassu, em Pernambuco.

Inicialmente, o inquérito foi instaurado para investigar a venda de drogas em São João Batista, comandada por Cláudio Alves da Silva Filho, também conhecido como “Cabritinho”.

Em mais de cinco meses de investigação, os policiais descobriram que Cláudio era auxiliado pela companheira, Suelen de Mattos, pelo irmão, Clayton Alves da Silva e por um amigo, Manoel Albino da Silva, conhecido como “Nel”.

De acordo com as investigações, Cláudio operava um esquema de ‘disk droga’, em que o traficante, após ser acionado via telefone, vai ao encontro do usuário para concretizar a entrega.

No “atendimento aos clientes”, Cláudio contava com o auxílio de Suelen e Manoel.
Já o seu irmão, Clayton, auxiliava de dentro do presídio de Iguarassu, em Pernambuco, viabilizando a aproximação com novos fornecedores.

A equipe de investigação de São João Batista apurou ainda que mais três pessoas se associaram a Cláudio: Maicon da Conceição e Gisele da Luz Lemmes, a Gi.

O terceiro envolvido, que ficava responsável em auxiliar nas entregas solicitadas por intermédio do disk drogas, ainda está foragido e, por este motivo, a polícia não divulgou sua identidade.

De acordo com a polícia, Maicon era uma espécie de promotor de vendas e ficava encarregado de angariar o maior número de usuários para a organização criminosa liderada por Cláudio.

Já Gisele, garota de programa da cidade, adquiria a droga com o grupo criminoso e a revendia a seus clientes. Segundo os investigadores, Giselle vendia uma espécie de pacotes de serviços: quem a requisitava tinha a opção de incluir o consumo de drogas ao programa contratado, sem precisar procurar uma boca de fumo.

Com a investigação, os policiais também descobriram que Claudio e Manoel foram os responsáveis pelo roubo no Centro de Eventos de São João Batista, no mês de julho.

A polícia destaca que os irmãos Clayton e Cláudio, também conhecidos como “os pernambucanos”, representam uma ramificação de uma das organizações criminosas que atuam em Santa Catarina e em outros estados do país.

Manoel Albino da Silva é também foragido da Justiça de Pernambuco há 7 anos por dois crimes de homicídio e um de roubo. Cláudio e Gisele já têm condenações anteriores pelo crime de tráfico de drogas.

Durante a busca, foi encontrado um revólver calibre .38 e várias munições. Diego de Mattos, o Fanzinho, proprietário da arma, também foi preso.

A operação contou com apoio de Policiais Civis da Delegacia de Governador Celso Ramos, DIC, SIC e Dpcami de Brusque.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio