Polícia Militar ampliará fiscalização de festas rave em Guabiruba

Prefeitura autoriza cerca de dois eventos ao mês no município

Polícia Militar ampliará fiscalização de festas rave em Guabiruba

Prefeitura autoriza cerca de dois eventos ao mês no município

A preocupação com a venda de drogas em festas rave levou o comandante do 1º Grupamento de Polícia Militar de Guabiruba, sargento Weverton Brandão, à Câmara de Vereadores no início do mês. O alerta foi motivado pela circulação frequente de adolescentes nos espaços. As raves normalmente acontecem em locais afastados, como sítios, com música eletrônica e longa duração.

Segundo o comandante, a preocupação com o assunto faz parte de um trabalho preventivo devido ao perfil de frequentadores da festa. “Vamos tentar inibir ou minimizar o tráfico e a venda de entorpecentes. Este tipo de evento é muito frequentado por adolescentes e é neste ambiente que muitos tem seu primeiro contato com as drogas”.

Um dos pontos que dificulta a atuação, segundo ele, são os prazos para a fiscalização dos documentos apresentados. Para um evento no fim de semana, o ideal seria ter a comunicação até a terça-feira anterior à festa. Apesar da cautela, não houve interdições de festas do tipo por motivo de segurança.

Alvarás em alta
Pedidos de emissão de alvarás para a realização de eventos do tipo se tornaram mais frequentes. Em 2017, foram concedidos, em média, um ao mês. Desde o início de 2018, são duas solicitações para festas rave por mês, segundo a prefeitura.

De acordo com Kassia Grisa, do setor de Tributação, existe a predisposição da prefeitura em debater o tema, como forma de facilitar o serviço de fiscalização. O setor é responsável pelas liberações de alvarás. Os documentos para eventos só são liberadas com a aprovação prévia do Corpo de Bombeiros.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio