Policial civil considerada desaparecida é encontrada morta em Balneário Camboriú

Karla Silva de Sá Lopes era procurada desde as 7h30 desta quarta-feira, 6

Policial civil considerada desaparecida é encontrada morta em Balneário Camboriú

Karla Silva de Sá Lopes era procurada desde as 7h30 desta quarta-feira, 6

Foi confirmada no início da noite desta quinta-feira, 7, a morte da policial civil Karla Silva de Sá Lopes, 28 anos, que estava desaparecida desde as 7h30 de quarta-feira, 6, em Itapema.

Segundo informações extraoficiais, Karla foi vítima de crime passional. Seu marido, policial militar aposentado, teria confessado o crime. Karla teria sido morta com um tiro na cabeça. Em seguida, foi levada até a praia de Taquaras, em Balneário Camboriú, onde teve o corpo enterrado.

Karla era uma das sete agentes de polícia que reforçariam a polícia da 17ª Delegacia Regional de Brusque. Ela deveria se apresentar na delegacia de São João Batista, onde atuaria, na segunda-feira, 12.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio