Policial de Guabiruba é suspeito de crime ambiental

Ele deve responder por prevaricação e por beneficiar a extração ilegal de palmito

Policial de Guabiruba é suspeito de crime ambiental

Ele deve responder por prevaricação e por beneficiar a extração ilegal de palmito

A Divisão de Investigação Criminal de Brusque cumpriu na manhã de sexta-feira, 17, um mandado de busca e apreensão na casa de um policial militar de Guabiruba. Ele é suspeito de prevaricação – uso de cargo público para beneficiar alguém –  e de facilitar a extração ilegal de palmito. Segundo o delegado Alex Bonfim Reis as investigações começaram em novembro de 2014, quando a 4ª Promotoria de Justiça recebeu informações de que dois policiais de Guabiruba, sendo um Civil e outro Militar, estariam praticando alguns crimes, principalmente relacionados à corrupção passiva.

“Durante a investigação, não encontramos nenhum indício do envolvimento do policial civil na prática deste crime, já o militar estava favorecendo um extrator ilegal de palmitos e, em algumas ocasiões, citava para esse criminoso ambiental quais os policiais estavam de plantão naquele dia e em que área estavam, para que assim, facilitasse o transporte da carga de palmitos extraída ilegalmente”, conta.

De acordo com Reis, durante as conversas houve citações sobre pagamento, porém não sabiam o motivo disso, depois foi constatado que o valor pago seria em virtude da entrega desses produtos para a comercialização dos palmitos retirados. Depois disso, foi cumprido um mandado de busca e apreensão na casa dos dois envolvidos.

O homem suspeito de praticar crime ambiental tinha alguns produtos que apontavam a comercialização de alimentos em conservas, como vidros vazios, já na residência do policial militar foram encontrados pelo menos dez vidros de palmito, o que aumenta a suspeita de ligação entre o extrator e o soldado. Por ser um crime de menor potencial ofensivo, não foi feita a prisão do policial, porém, ele deve responder por envolvimento em crime ambiental e prevaricação.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio