Policial militar de Brusque impede suicídio na passarela do terminal

Mulher de 38 anos estaria enfrentando problemas de saúde, o que teria lhe motivado a cometer o suicídio

Policial militar de Brusque impede suicídio na passarela do terminal

Mulher de 38 anos estaria enfrentando problemas de saúde, o que teria lhe motivado a cometer o suicídio

A Polícia Militar de Brusque impediu o suicídio de uma mulher de 38 anos na tarde desta segunda-feira, 28. Ela tentou se jogar da passarela do terminal, na avenida Arno Carlos Gracher, no Centro.

O Centro de Operações da PM (Copom) recebeu a informação de que a mulher estaria tentando cometer suicídio e avisou as guarnições. O soldado Günter Teobaldo Guns, que estava nas proximidades, deslocou ao ponto indicado.

Chegando ao local, o policial viu a mulher sentada à beira da passarela, já entre as barras de proteção, com o intuito de se jogar no rio.

Com muita calma, o policial começou a conversar com ela, que estava muito nervosa e desorientada. Como o risco dela cair era iminente, com a chegada de outra guarnição, os policiais se posicionaram de maneira estratégica estando prontos para intervir caso fosse necessário.

Depois de muita conversa, a mulher foi convencida a desistir. Em seguida, foi levada pelo Corpo de Bombeiros para o Hospital Azambuja, onde recebeu atendimento.

Ela disse que está passando por um período muito delicado em sua vida e que está enfrentando problemas de saúde, o que teria a motivado a cometer o suicídio.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio