Policial salva criança por telefone

Pai ligou desesperado para o Copom, pois o filho havia parado de respirar

Policial salva criança por telefone

Pai ligou desesperado para o Copom, pois o filho havia parado de respirar

Um policial do Centro de Operações da Polícia Militar (Copom) de Brusque salvou uma criança de dois anos, por telefone na noite de terça-feira, 11. 
 
Segundo o cabo Darlei dos Reis Magnus, o pai ligou desesperado, informando que o filho havia parado de respirar. 
 
– Acalmei ele e comecei a instruir o pai para que ele realizasse os procedimentos de primeiros socorros, para restabelecer a respiração da criança -, conta.
 
Enquanto o pai aplicava os procedimentos, o cabo Magnus acionou o Corpo de Bombeiros Militar, para que eles se deslocassem até o local, no bairro Poço Fundo. 
 
Depois de fazer as manobras orientadas pelo policial, o pai disse que o filho voltou a respirara e tossir, e começou a expelir secreção pelo nariz e boca. 
 
O cabo Magnus questionou ao pai se havia algum produto tóxico perto da criança e ele revelou que havia uma garrafa pet, de 600 ml, com um produto chamado “pretinho”, utilizado para passar nos pneus de carros. 
 
O homem foi orientado a entregar a embalagem aos bombeiros.
 
O Corpo de Bombeiros encaminhou a criança ao Hospital Azambuja, onde permaneceu internada em observação médica e passava bem. 
 
– Orientamos aos pais ou responsáveis que mantenham produtos tóxicos e/ou de limpeza em local alto e longe do alcance de crianças e de animais domésticos -, alerta o cabo Magnus.
 
>>Leia matéria completa na edição impressa do MDD, de quinta-feira, 13 de março.
Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio