População de Brusque reclama do preço da gasolina no município

Para o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Litoral Catarinense e Região (Sincombustíveis), valor não é alto e está dentro da média do Estado

População de Brusque reclama do preço da gasolina no município

Para o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Litoral Catarinense e Região (Sincombustíveis), valor não é alto e está dentro da média do Estado

Uma reclamação comum entre os motoristas brusquenses é sobre o preço dos combustíveis cobrado no município, considerado alto na maioria dos postos. 

Nesta semana, o leitor Beto Fantini entrou em contato com o Jornal Município Dia a Dia e revelou sua indignação com o valor da gasolina na cidade, comparando com a vizinha Itajaí.

– Brusque é uma cidade em que todos trabalham muito, por isso nossa economia se destaca diante de outras cidades vizinhas. Mas nem por isso devemos pagar a gasolina com até R$ 0,45 de diferença para Itajaí. Isso mesmo: enquanto aqui se paga de R$ 2,72 a R$ 2,79 o litro de gasolina, em Itajai abasteci por R$ 2,39 o litro, e tinha opção de até R$ 2,35 – manifestou.

Para esclarecer dúvidas sobre a venda dos combustíveis em Brusque e região, o MDD conversou na tarde de quinta-feira, 31 de maio, com o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Litoral Catarinense e Região (Sincombustíveis), Roque André Colpani.

Segundo ele, a média de preço por litro de gasolina no Estado é de R$ 2,72, e são vários os fatores que influenciam no valor.

– Olha a carga tributária que nós temos. Quase 40% do combustível é imposto, e nosso setor sozinho representa mais de 20% de todo o ICMS arrecadado pelo governo estadual. Além disso, o dólar, o preço internacional do petróleo e o do próprio etanol (a gasolina tem 20% de etanol) contribuem para o aumento no valor – explicou.

**Saiba mais na edição impressa do Jornal Município Dia a Dia desta sexta-feira, 1º de junho.
Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio