Guabiruba recebe quarta médica cubana pelo programa Mais Médicos

Katia Vazquez Cala trabalhará na Unidade Básica de Saúde do Imigrante

Guabiruba recebe quarta médica cubana pelo programa Mais Médicos

Katia Vazquez Cala trabalhará na Unidade Básica de Saúde do Imigrante

Chegou em Guabiruba na noite de terça-feira, 4, a médica Katia Vazquez Cala, 30 anos. Ela é a mais nova profissional do programa Mais Médicos e trabalhará na Unidade Básica de Saúde (UBS) do Imigrante como clínica geral.

Katia veio de Guantánamo, no sudeste de Cuba, para substituir a também cubana Yailin Gonzales Lopez, que ficou por três anos no município e foi embora na semana passada. Ela foi oficialmente apresentada ao prefeito Matias Kohler e ao vice Valmir Zirke na tarde de ontem.

Em entrevista exclusiva ao jornal O Município, a médica, que é solteira e formada desde 2011, conta que foi muito bem recebida e está feliz por estar na cidade. É a primeira vez dela trabalhando em solo brasileiro, porém, já havia atuado por três anos na Venezuela.

Katia afirma que está com disposição para atender a comunidade e fará isso com muita alegria. “Quero atender as pessoas que necessitam de cuidados, ajudar as mulheres no pré-natal e também a todos que necessitam de qualquer atendimento”, diz a cubana, que reitera estar contente em trabalhar no município.

Atualmente, juntamente com Katia, atuam em Guabiruba por meio do Mais Médicos quatro profissionais: Nerelyz Yisel Veliz Ramos, na UBS do Aymoré; Damariz Rodrigues Padron, no Lageado Baixo, e a médica Yusleidys Aries Gonzales, no Guabiruba Sul.

A secretária de Saúde de Guabiruba, Patricia Heiderscheidt, avalia positivamente o trabalho das médicas. Ela afirma que a comunidade gosta muito do atendimento das profissionais, e que por Guabiruba ser um município de interior, onde os salários dos médicos são menos atrativos do que em grandes centros, poder contar com o trabalho delas é importante.

Patrícia garante que enquanto estiver à frente da administração, continuará renovando os contratos e buscando mais médicos.

Brusque
Brusque tem atualmente 14 profissionais do Mais Médicos, que atuam nas UBS das Equipes de Saúde de Família (ESF). Hoje eles se concentram no Cedrinho, Limeira, Nova Brasília, Planalto, Ponta Russa, Rio Branco, Rua Nova Trento, Santa Rita, Santa Terezinha, São Pedro, Steffen, Volta Grande, Jardim Maluche e São João.

Há venezuelanos, cubanos, italianos e brasileiros atuando pelo programa. O secretário Humberto Fornari destaca que o programa auxilia muito a gestão, principalmente do ponto de vista financeiro. O pagamento do salário do médico é realizado pelo governo federal, enquanto o município é responsável por cobrir custos de moradia.

Fornari analisa que Brusque está bem servido com estes profissionais e que a vontade é de renovar os contratos e, na medida do possível, ter mais profissionais. Ele afirma que os médicos estão sempre se aperfeiçoando e que a carga horária divide-se entre prática e teoria. “Este profissional tem vínculo de 40 horas semanais, porém, destas, 8 horas são dedicadas a estudos e aperfeiçoamentos, não ocorrendo portanto o atendimento direto ao público na Unidade Básica de Saúde”.

Botuverá
Desde a implantação do Mais Médicos, em 2013, Botuverá contou com os serviços de dois profissionais. Desde fevereiro, a UBS do Ribeirão do Ouro é assistida pela cubana Rosaris De La Caridad Lopez Napoles, de 27 anos.

Até novembro do ano passado, outro médico cubano atendia no município. A secretária de Saúde, Márcia Cansian, avalia que diferentemente de outros municípios, para Botuverá é mais fácil ter profissionais do programa, por ser uma cidade menor. Ela diz que os médicos cubanos vêm dar suporte para os demais profissionais e elogia o trabalho deles. Para ela, não é qualquer médico que moraria em um lugar mais afastado de grandes centros.

Por outro lado, a secretaria não sabe se o município renovará o contrato nos próximos anos, já que, para ela, é preciso fazer uma avaliação ano a ano para ver a real necessidade.

O programa
O Mais Médicos é um programa do Ministério da Saúde lançado em 2013. Entre os seus objetivos destacam-se a redução da carência de médicos nas diversas regiões do país.

No fim do mês passado, Santa Catarina recebeu cerca de 40 médicos cubanos que irão substituir, em 35 municípios, outros especialistas que já cumpriram o contrato de três anos. Atualmente, 259 profissionais estrangeiros integram o programa federal em 138 cidades do estado.

Mais Médicos na região
14 profissionais em Brusque
4 profissionais em Guabiruba
1 profissional em Botuverá

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio