Página 3

Bastidores da política e do judiciário, opiniões e críticas sobre os acontecimentos da cidade e vigilância à aplicação do dinheiro dos impostos pagos pelo cidadão

Prefeito critica vereadores que fizeram “lives para autopromoção” no Facebook

Página 3

Bastidores da política e do judiciário, opiniões e críticas sobre os acontecimentos da cidade e vigilância à aplicação do dinheiro dos impostos pagos pelo cidadão

Prefeito critica vereadores que fizeram “lives para autopromoção” no Facebook

Página 3

Prefeito sobe o tom
O prefeito Jonas Paegle (PSB) soltou o verbo em seu Facebook na noite de ontem. Ele criticou indiretamente – já que não citou nomes – os vereadores Jean Pirola (PP), Leonardo Schmitz (DEM) e Marcos Deichmann (PEN), que fizeram vídeos ao vivo na rede social criticando a prefeitura em relação à altura da ponte do Rio Branco e a possibilidade de dificultar a vazão das águas durante as cheias do rio. “Menos sensacionalismo. Pessoas que não tem o conhecimento técnico, deveriam se informar primeiro, antes de emitir suas opiniões através de lives que têm por objetivo a autopromoção, ao invés de realmente colaborarem com as situações”, disse o prefeito. Leia reportagem na página 6.

Lives no Facebook
Aliás, as chamadas “lives” de Facebook, ou seja, transmissões ao vivo, têm se tornando comum entre alguns vereadores, especialmente Pirola e Schmitz. Durante as cheias do Itajaí-Mirim, Pirola acompanhou de perto as medições do nível do rio feitas pela Defesa Civil. Já Schmitz usa a rede social para mostrar problemas no bairro Águas Claras.


Situação das rodovias
A Comissão de Transportes e Desenvolvimento Urbano da Assembleia Legislativa promoveu ontem palestra com o engenheiro Ricardo Saporiti, consultor da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc), para apresentação de estudo sobre a atual situação das rodovias estaduais em Santa Catarina. O palestrante abordou a precariedade da malha viária estadual e apontou a necessidade de investimentos urgentes em manutenção e conservação.

Iniciativa privada
O consultor da Fiesc sugeriu, na audiência, que o estado desenvolva um programa de manutenção contínuo ou chame a iniciativa privada para participar do processo de recuperação das estradas. “Se for necessário um pedágio, tudo bem, desde que seja um pedágio módico. A situação como está não pode ficar. O transportador prefere pagar um pedágio módico e ter uma boa estrada, do que ter uma estrada nessas condições”, defendeu.

Pedágio?
Negado veementemente pelo alto escalão do governo do estado, o pedágio nas rodovias estaduais, inclusive a nossa Antônio Heil, não está fora de questão. Há rumores de que o governo está prestes a finalizar seus estudos para privatização de algumas rodovias, projeto que tem sido mantido a sete chaves. Embora o governo negue, o risco existe, ainda mais considerando que há o apoio de pelo menos parte da iniciativa privada.


Partido Novo
Idealizadores do Partido Novo em Brusque reuniram-se ontem na Câmara de Vereadores do município. Na ocasião, foram apresentadas as ideias do partido, que tem como foco a implantação de um Estado mínimo. Quem tem difundido essas reuniões, entre outras pessoas, é o médico Jonas Sebastiany, ex-presidente da Associação Brusquense de Medicina (ABM).


Atendimento do BRDE
O técnico do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), Nivaldo Presalino Vieira, atenderá na sede da Associação Empresarial de Brusque (Acibr) na próxima quarta-feira, 21, a partir das 8h30. Empresários interessados em obter mais informações sobre as linhas de crédito do BRDE devem agendar horário pelo 3351-1588 ou acibr@acibr.org.br. O atendimento é personalizado e as vagas são limitadas.


Mais rigor
A Câmara de Botuverá discutiu nesta terça-feira, 13, projeto de lei complementar que estabelece normas para concessão de alvará de licença, localização e funcionamento de feiras, bazares e eventos comerciais, de caráter itinerante e eventual no município. O texto trata de maior rigor na documentação exigida, das taxas a serem cobradas, como também a proibição da realização das denominadas feiras itinerantes nos dias e no período que antecedem 30 dias das datas comemorativas como Páscoa, Dia das Mães, Dia dos Namorados etc. Na visão do governo, isso garante que o comércio estabelecido no município tenha condições de assegurar a sua prioridade de venda nas principais datas do ano.


Empresa interessada
O prefeito de Botuverá, José Luiz Colombi, o Nene, que é presidente da Associação dos Municípios do Médio Vale do Itajaí (Ammvi), recebeu representantes de empresa interessada em investir no projeto de geração de energia a partir do lixo orgânico recolhido pelo consórcio Cimvi, ligado à associação, no aterro sanitário de Timbó. Segundo ele, uma empresa italiana também apresentará proposta nas próximas semanas.


Vaga temporária
A Gerência de Educação da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Brusque realiza na terça-feira, 20, às 14h, chamada pública para ocupação de uma vaga temporária na Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Guabiruba. Estão disponíveis 20 horas da disciplina de Educação Especial no período vespertino, em vaga excedente. Os professores interessados deverão comparecer munidos de documentos de identificação pessoal, bem como comprovante de escolaridade e cursos exigidos.


Extinção de cabides
Por maioria de votos, a Comissão de Finanças e Tributação da Assembleia Legislativa aprovou, na manhã de ontem, o projeto de lei que extingue a Companhia de Desenvolvimento do Estado de Santa Catarina (Codesc) e a Companhia de Habitação do Estado de Santa Catarina (Cohab), na prática, extinguindo cabides de emprego. A matéria, de procedência governamental, também autoriza a alienação e transferência de ativos e cria um plano de demissão incentivada dos servidores.

Motivos
Na exposição de motivos que acompanha o projeto, o governo alega que a medida acontece em função do déficit operacional das duas empresas; da necessidade de reestruturação administrativa do poder Executivo estadual; da perda de funções da Codesc desde que o Supremo Tribunal Federal disciplinou as leis que tratavam da exploração de loterias; e da perda de importância da Cohab com a criação, pelo governo federal, do programa habitacional Minha Casa Minha Vida.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio