Prefeito solicita serviço de entrega de cartas em Botuverá

José Luiz Colombi, o Nene, enviou ofício à agência regional da estatal pleiteando um carteiro para a cidade

Prefeito solicita serviço de entrega de cartas em Botuverá

José Luiz Colombi, o Nene, enviou ofício à agência regional da estatal pleiteando um carteiro para a cidade

O prefeito José Luiz Colombi, o Nene, enviou na semana passada um ofício ao gerente dos Correios de Blumenau pedindo que um carteiro seja designado para a agência do município. A entrega de correspondências e mercadorias de porta e porta, como é normal em quase todas as cidades, é uma reivindicação antiga da comunidade. Agora, com várias mudanças na regularização do solo e organização do município, a expectativa é que o serviço passe a funcionar.

O assunto foi levantado na última sessão da Câmara de Botuverá. O vereador Valmor Costa apresentou uma indicação pedindo o envio de uma mensagem à diretoria dos Correios de Florianópolis solicitando a contratação de um carteiro para a agência dos Correios de Botuverá. O vereador, que também é o presidente da Casa, diz que chegam até ele várias reclamações da comunidade que tem de ir até a agência para pegar as correspondências. “Esta é uma reivindicação da população há mais de seis anos e sempre tem cobrança”, diz.

Hoje, a entrega só é feita na região central de Botuverá. O prefeito diz que conhece a situação e que já esteve em contato com os Correios em outras vezes tentando resolver o caso, mas sem sucesso. “A desculpa era sempre que não tínhamos os endereços corretos, mas agora fizemos o georeferenciamento”, diz Nene.

A justificativa do prefeito para que os Correios enviem um carteiro é que em 2014 foram realizadas várias mudanças em Botuverá. A prefeitura criou o Conselho Municipal de Habitação e executou outras ações na área de habitação. O georeferenciamento é uma delas. Foi feito um diagnóstico completo do município que passou por recadastrar as propriedades, nomear as ruas, delimitar os bairros e identificar áreas de preservação permanente, além de fazer novamente todos os mapas do município.

Além disso, afirma Nene, o perímetro urbano do município foi expandido, com isso os Correios levando as cartas de casa em casa se fazem mais necessários, por causa da distância. A reivindicação do vereador e do prefeito, inicialmente, é que a entrega ocorra pelo menos na área urbana. Com quase tudo regularizado, segundo o chefe do Executivo, a cobrança será grande nos Correios. “Vamos cobrar a nomeação de um carteiro e o início dos serviços para logo, quem sabe ainda este ano”, diz o prefeito.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio