Prefeitura de Guabiruba implantará ouvidoria para atender moradores

Governo estuda modelos aplicados em outros municípios para definir sistema adequado

Prefeitura de Guabiruba implantará ouvidoria para atender moradores

Governo estuda modelos aplicados em outros municípios para definir sistema adequado

Prefeito quer que modelo esteja definido em 30 dias para iniciar processo de implantação / Foto: Arquivo Município
Prefeito quer que modelo esteja definido em 30 dias para iniciar processo de implantação / Foto: Arquivo Município

A Prefeitura de Guabiruba pretende implantar neste ano o setor de ouvidoria para atender a demanda de solicitações e reclamações do município. A decisão foi definida na semana passada, em uma conversa entre o vice-prefeito Valmir Zirke e servidores, sobre a necessidade do serviço. Atualmente, sem uma centralização, a prefeitura não consegue ter um controle efetivo de reivindicações.

O assunto também foi discutido durante a primeira sessão do ano da Câmara de Vereadores, na noite de terça-feira, 7. O prefeito Matias Kohler afirma que o governo iniciou um levantamento para definir qual é a estrutura necessária. “Estamos analisando os modelos existentes no mercado e também prefeituras que tenham um sistema parecido com o que desejamos. Caso não encontrarmos nada já pronto, precisaremos construir um modelo próprio”, diz.

Hoje, quem deseja fazer um pedido de reparos ou uma reclamação, precisa ligar diretamente para o setor responsável, sem ter a certeza de que será atendido. “Às vezes a pessoa que atende a ligação não dá continuidade na reivindicação, esquece de passar para o secretário ou diretor. É meio comum isso, tenho que pedir desculpa e reconhecer que é uma falha que temos na nossa estrutura”.

A intenção da prefeitura é de criar um sistema em que tudo ficará registrado. Com isso, o próprio reclamante poderá acompanhar o andamento da solicitação. “Queremos que a pessoa que solicitou possa entrar no sistema e saber se já foi encaminhado para o setor responsável e qual prazo foi dado”. Além disso, haverá um monitoramento e acompanhamento de cada solicitação por parte da ouvidoria.

Segundo o prefeito, hoje a prefeitura não tem um controle de quantas pessoas ligam para realizar reivindicações. Com o sistema, será possível saber a demanda semanal por setor. “Ouço as pessoas falando que ligaram para a prefeitura ou os secretários dizerem que tantas pessoas solicitaram alguma melhoria em tal lugar, mas são ponderações eventuais, sem um controle efetivo”, explica.

Na próxima semana, a prefeitura receberá a apresentação de uma empresa que mostrou interesse no projeto e que já tem algum modelo a oferecer. Kohler acrescenta que buscará ouvir várias ideias e estudará uma a uma, para uma decisão justa. Em 30 dias o prefeito espera ter definido o modelo a adotar, para então começar o processo de implantação.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio