Prefeitura de Guabiruba intensificará fiscalização de obras no município a partir de agosto

Ação faz parte do programa Guabiruba Legal, que tem como objetivo evitar construções irregulares na cidade

Prefeitura de Guabiruba intensificará fiscalização de obras no município a partir de agosto

Ação faz parte do programa Guabiruba Legal, que tem como objetivo evitar construções irregulares na cidade

A Prefeitura de Guabiruba lançou na tarde desta quinta-feira, 20, a segunda fase do programa Guabiruba Legal, que tem como objetivo reforçar os riscos provocados pelas construções irregulares e pela comercialização de terrenos em locais impróprios, além de organizar o desenvolvimento do município, prevenindo danos às famílias.

Nesta fase, a intenção da prefeitura é reforçar a fiscalização em todo o município e não apenas em áreas consideradas de risco. De acordo com o prefeito Matias Kohler, os fiscais atuarão investigando denúncias e também casos que consideram suspeitos. Em um primeiro momento, as fiscalizações serão com foco na orientação da população.

“As pessoas não devem ficar preocupadas se um fiscal chega na casa ou na construção, basta repassar as informações corretas e acatar as orientações. O objetivo principal do programa é fazer com que a população crie o hábito de consultar a prefeitura antes de construir”.

Além de intensificar a fiscalização a partir de 1º de agosto, a prefeitura também confeccionou 10 mil cartilhas explicativas que serão distribuídas nas escolas e em prédios públicos. De fácil leitura, a cartilha apresenta orientações sobre como construir de forma segura, informações sobre a legislação vigente e documentação necessária para conseguir todas as licenças.

“Vamos trabalhar de forma criteriosa, buscando aquilo que a legislação determina. Teremos 60 dias de campanha intensiva, com orientações publicadas nos meios de comunicação da região”, destaca.

O prefeito acredita que com o programa Guabiruba Legal, será possível organizar o crescimento da cidade de forma ordenada, evitando situações que são comuns, principalmente em grandes centros, que não planejaram seu crescimento.

“Queremos que Guabiruba continue crescendo. Hoje temos uma taxa de crescimento acima do estado e do país, mas precisamos nos organizar para crescer com qualidade e tomar cuidado para que não haja um processo de favelização”.

Kohler diz ainda que quer a garantia de que as pessoas que investem em Guabiruba estejam seguras, o que hoje nem sempre é possível. “Muitas vezes as pessoas vêm para cá e acabam caindo nas mãos de pessoas mal intencionadas, constroem em locais perigosos e na primeira enxurrada perdem tudo. Isso gera um transtorno muito grande não só para a família, mas para a prefeitura”.

Para o prefeito, em até cinco anos é possível que Guabiruba se torne uma cidade plenamente organizada no que se refere ao controle e ocupação do solo. “Muitos dizem que é utópico o que estamos querendo fazer, que não é possível organizar a cidade da noite para o dia, mas estamos planejando desde janeiro. A consequência será uma cidade mais segura e organizada”.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio