Faltando cerca de dez meses para a celebração da Maibaum, conhecida como Árvore de Maio, Guabiruba já começa a se preparar. De origem alemã, a tradição foi trazida ao município em 2008 e chega à 3ª edição no próximo ano.

Trata-se, em resumo, de um mastro de madeira pintado de branco e azul em forma espiral. Ela é erguida sem ajuda de força mecânica, a cada cinco anos, sempre no primeiro dia de maio, como símbolo de organização e união, pela Associação Artístico Cultural São Pedro (AACSP).

Para 2018, uma novidade: a árvore terá 21 metros, enquanto nas edições anteriores tinha 17. O tamanho influenciará no peso, que será de 800 kg, de acordo com estimativa de Vandrigo Kohler e Fabiano Siegel, coordenadores do projeto.

Etapas de preparação
Para colocar a nova Maibaum de pé, é necessário muita dedicação. São várias as etapas de um trabalho minucioso. No próximo mês, os primeiros passos serão dados.

A nova árvore, um eucalipto com cerca de 40 metros plantado no bairro Pomerânia, será podado e levado para uma área nivelada, em uma chácara próxima, para que possa secar por três meses. A árvore será cortada para que fique praticamente pela metade, com 21 metros.

Enquanto isso, a árvore antiga, erguida em 2013 na rua Brusque, no Imigrantes, a cerca de 200 metros do portal de entrada de Guabiruba, será cortada em pedaços. Com eles, serão feitos cerca de 35 banquinhos que serão vendidos no dia da festa, em maio do próximo ano. No local, será fixado um banner explicando a tradição.

Após essa fase, em outubro, a nova Maibaum receberá pintura em branco e azul no seu mastro. As 38 placas-símbolos, que serão fixadas posteriormente e representam empresas antigas da cidade, também serão pintadas. Esta etapa se estende por um bom tempo, geralmente até março do próximo ano, já que é feita com tinta a óleo, por duas vezes.

A outra etapa ocorre 60 dias antes da festa, quando duas estacas, chamadas de schwaiberl (andorinhas), são escolhidas para auxiliar a erguer a árvore, já que não se pode usar força mecânica, de acordo com a tradição. A Maibaum ainda conta com o galinho do tempo (wetterhahn), no topo da árvore, a bandeira de Guabiruba e do Brasil, além de um arco de festão.

No último dia de abril, é feita uma vigília para cuidar da árvore, que já estará ornamentada. Em 1º de maio, cerca de 50 pessoas erguem a árvore. Na sequência, durante o dia, a festa continua regada à música tradicional alemã, chope e a salsicha típica.

“A Maibaum mostra a força da cultura de Guabiruba. É uma tradição que requer tempo e dedicação e tem o propósito das pessoas realmente darem valor para a cultura”, diz Siegel.

Faltando cerca de dez meses para a celebração da Maibaum, conhecida como Árvore de Maio, Guabiruba já começa a se preparar. De origem alemã, a tradição foi trazida ao município em 2008 e chega à
Conteúdo exclusivo para assinantes

Para ler todas as notícias, assine agora!

Oferta especial para você ficar
bem informado SEM LIMITES

Menos de

R$ 0,35
ao dia
R$ 9,90 ao mês