As preparações de Fluminense e Atlético-PR visando a grande final da Sul-Americana

Tricolor precisa vencer por três gols de diferença para garantir classificação sem disputa de pênaltis

As preparações de Fluminense e Atlético-PR visando a grande final da Sul-Americana

Tricolor precisa vencer por três gols de diferença para garantir classificação sem disputa de pênaltis

Fluminense e Atlético-PR se enfrentam no Maracanã às 21h45 desta quarta-feira, 28, naquele que é o jogo de volta das semifinais da Copa Sul-Americana. Em Curitiba, o Furacão bateu o Tricolor por 2 a 0 e conquistou uma vantagem expressiva contra um adversário que ainda pensa na luta contra o rebaixamento na última rodada do Campeonato Brasileiro. Quem se classificar enfrenta Junior Barranquilla (COL) ou Independiente Santa Fé (COL).

O último treino do Atlético foi realizado nesta terça-feira, 27, no estádio Nilton Santos, o Engenhão, após reconhecimento do gramado do Maracanã em uma breve visita. O time vem de um empate contra o Ceará em 2 a 2, neste domingo, 22, em uma partida na qual jogou com os reservas.

Os desfalques são o zagueiro Paulo André, que ainda não se recuperou totalmente de uma lesão no pé, e o meia Guilherme, também lesionado.

Veja também:
Quais áreas terão aumento de recursos em 2019 na Prefeitura de Brusque

Mais duas empresas se instalarão na área industrial do bairro Limeira

Moradora de Brusque será indenizada pela prefeitura após carro cair em buraco na via

Caso não consiga a vaga à final e eventualmente o desejado título da competição continental, a equipe ainda tem uma outra alternativa para chegar à Libertadores. É via Campeonato Brasileiro, onde está a dois pontos do G-6.

Tiago Nunes deve escalar o Atlético com Santos; Jonathan, Léo Pereira, Thiago Heleno, Renan Lodi; Wellington, Lucho González, Raphael Veiga; Marcelo Cirino, Nikão e Pablo.

Grande jejum
Em situação completamente diferente de seu adversário, o Fluminense não marca gols há sete jogos. O último foi em 31 de outubro, sobre o Nacional, em Montevidéu, no jogo de volta das quartas-de-final da Sul-Americana. Desde então, não marcou contra Vasco, Atlético-PR (no jogo de ida), Sport, Palmeiras, Ceará, Bahia e Internacional. Foram cinco derrotas e dois empates nestes confrontos.

Para chegar à final da Sul-Americana, é necessário fazer o que não faz há quase um mês: gols. Uma vitória por três gols de diferença garante o time do técnico Marcelo Oliveira na final. Vitória por 2 a 0 leva a disputa aos pênaltis.

Veja também:
Licitação para projeto de nova estação de tratamento do Samae avança

Procurando imóveis? Encontre milhares de opções em Brusque e região

Blumenau investirá 4,5 milhões de dólares em central de controle do trânsito

Além dos problemas dentro de campo, há os problemas fora. Enquanto a torcida já perdeu a paciência há muito tempo, os jogadores estão com salários atrasados. A diretoria tenta resolver a questão às pressas para melhorar a motivação do elenco.

“Depois desses dois jogos [contra o Atlético-PR na Sul-Americana e contra o América-MG, no Brasileirão] podemos tirar essa impressão ruim e estar comemorando. Conseguindo fesses resultados, a semana que vem vai ser totalmente diferente, com a perspectiva de terminar o ano bem e com título”, declarou o zagueiro e capitão Gum em coletiva de imprensa.

Na história
O Atlético-PR tenta chegar à sua primeira final de Copa Sul-Americana. O Fluminense, por outro lado, foi vice-campeão em 2009, sendo derrotado pela LDU na final.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio