Preso acusado de participar de ataques do PGC em Brusque

Tom Jobim Syllos foi preso na sexta-feira, 16 de agosto, no Cedrinho

Preso acusado de participar de ataques do PGC em Brusque

Tom Jobim Syllos foi preso na sexta-feira, 16 de agosto, no Cedrinho

Foi preso na noite de sexta-feira, 16 de agosto, no bairro Cedrinho, Tom Jobim de Syllos, 26 anos. Ele é suspeito de participar dos ataques a um ônibus e a um veículo, no mês de fevereiro, em Brusque, durante a onda de violência comandada pelo Primeiro Grupo da Capital (PGC), em Santa Catarina.
Na época dos ataques, o Ministério Público denunciou Syllos, mas só agora a Justiça acatou a denúncia e decretou a prisão preventiva do suspeito. Policiais civis e militares foram até o Residencial Minha Casa, Minha Vida para cumprirem o mandado de busca e apreensão.
Durante a prisão, os policiais encontraram uma grande quantidade de substância semelhante a maconha. Segundo informações da polícia, o suspeito também estava sendo investigado pela Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Brusque por tráfico de drogas. 
No mês de março, os policiais de Brusque prenderam Adriano Santos Gross, 27 anos, acusado de ser o mandante dos ataques no município.
Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio