Primeira reunião da CPI do Samae define presidente e relator

Deivis da Silva e Felipe Belotto Santos, respectivamente, foram os membros escolhidos

Primeira reunião da CPI do Samae define presidente e relator

Deivis da Silva e Felipe Belotto Santos, respectivamente, foram os membros escolhidos

Na tarde desta quinta-feira, 26 de setembro, foi realizada a primeira reunião da Comissão Parlamentar de Inquérito que visa apurar a compra, por parte do Samae, de um terreno no bairro Águas Claras.

Participaram da reunião os membros Deivis da Silva, Felipe Belotto Santos, Ivan Martins, Jean Pirola e Moacir Giraldi. O primeiro a fazer uso da palavra foi o vereador Ivan Martins, que sugeriu aos demais membros para que os cargos de presidente e relator da CPI fossem designados a um vereador da situação e um da oposição. Ele também pediu a todos para que atuem de forma imparcial, e colocou seu nome à disposição tanto para a presidência, quanto para relatoria.

Cada vereador expôs seu posicionamento. Deivis colocou seu nome à disposição dos demais para presidir a CPI. Belotto disse que o momento é de aprofundar o assunto e analisá-lo em todos os seus aspectos. “A população espera um trabalho sério da nossa parte e o vereador Deivis tem plenas condições de conduzir esta CPI”.

Jean Pirola comentou que não gostaria de ser presidente ou relator da Comissão visto que o presidente do Samae, Evandro de Farias, é de seu partido político. “Justamente para que possamos trabalhar de forma transparente, nesse momento gostaria de fazer parte desta Comissão apenas como membro, prezando pelo princípio da legalidade”, frisou.

Moacir Giraldi disse que seu desejo é que os trabalhos da CPI transcorram da melhor forma possível, com transparência, imparcialidade, tranquilidade e de forma democrática, para que os fatos sejam esclarecidos e seja dada uma resposta à população.

Em votação aberta e por unanimidade foi escolhido o vereador Deivis da Silva para presidir a CPI. Ele designou Felipe Belotto Santos para ser o relator. “Agradeço a confiança de todos os membros desta CPI. Farei um trabalho democrático, sério, tranquilo, analisando todos os fatos. Temos até 120 dias de trabalho, sendo que o prazo desta CPI se encerra no dia 25 de janeiro de 2014. Para mim, enquanto presidente, não vai existir situação ou oposição”, destacou.

O presidente marcou a próxima reunião da CPI para segunda-feira, 30 de setembro, às 8 horas no Plenário da Câmara.


Câmara de Vereadores – Assessoria de imprensa

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio