Produção agrícola em Brusque ainda é fonte de renda para algumas famílias

Frutas, verduras e laticínios também ficarão disponíveis para a população na Feira Livre Municipal

Produção agrícola em Brusque ainda é fonte de renda para algumas famílias

Frutas, verduras e laticínios também ficarão disponíveis para a população na Feira Livre Municipal

Apesar de Brusque ser conhecida como o berço da fiação catarinense , com muitas indústrias que movimentam a economia da cidade, em alguns pontos do município ainda encontramos pessoas que se dedicam ao plantio e produção de alimentos agrícolas.

O bairro Cristalina é um exemplo, onde é possível encontrar alguns produtores rurais, como a família de Valdecir Petermann, que produz legumes em conserva e in natura. Os alimentos são fornecidos para alguns mercados e mercearias da cidade, além das pessoas que vão até o local de produção, para adquirir os alimentos. 

Assim como ele, a família de Altair Schwanberger, 56 anos, também  tem a  agricultura como fonte de renda, por meio da produção de leite, nata e queijinho. As 38 vacas leiteiras garantem os quase 400 litros de leite por dia, que permitem a produção diária e venda dos derivados laticínios.
 
– Percebemos que estes produtos têm mais sabor, são diferentes dos que encontramos nos supermercados. Esses naturais, têm gosto de antigamente, da nossa infância – comentou a aposentada Dorcelina Ramos Hodecker, que compra derivados do leite quinzenalmente.

> Confira a galeria de fotos

Novidade a partir de segunda-feira
 
Para auxiliar os produtores rurais de Brusque e da região, amanhã, 24 de fevereiro, a prefeitura inaugura o espaço da Feira Livre Municipal, no Pavilhão Maria Celina Vidotto Imhof (Pavilhão da Fenarreco), às 11h30.

Na ocasião, além do espaço, os produtores também serão apresentados à população e o evento também irá oficializar a entrega de tratores e implementos agrícolas, que pretendem reforçar os trabalhos desenvolvidos pela patrulha mecanizada municipal.

A princípio, o horário de atendimento da feira será realizado segundas e quintas-feiras das 17 às 21 horas, e terças e sextas-feiras das 4 às 10 horas.

**Confira a matéria completa, as formas de produção dos alimentos e as entrevistas com os agricultores na edição impressa do MDD, na segunda-feira, 27 de fevereiro.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio