Proerd forma cerca de 300 crianças em Guabiruba

Formatura ocorreu na noite desta terça-feira, 13, no ginásio do município

Proerd forma cerca de 300 crianças em Guabiruba

Formatura ocorreu na noite desta terça-feira, 13, no ginásio do município

Na noite desta terça-feira, 13, 291 alunos entre 9 e 10 anos, de 13 turmas dos 5º anos das escolas municipais de Guabiruba, se formaram no Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd), que teve como tema Caindo na Real.

Os jovens receberam instruções da Polícia Militar, de maneira lúdica, para se manterem afastados das drogas. O Proerd nas escolas de Guabiruba iniciou em 2000 e já formou cerca de 3,6 mil crianças ao longo dos anos.

A formatura ocorreu no Ginásio João Schaefer e fez parte da programação de aniversário do município. O instrutor Proerd, cabo Guilherme Sedrez, explica que como são menos turmas em Guabiruba em relação a Brusque, é possível repassar o conteúdo em um semestre. “Foi mais um ano muito produtivo e legal. As escolas são muito acolhedoras, além da prefeitura oferecer toda ajuda necessária”.

Em sala de aula, os instrutores apresentam conteúdos que mostram a realidade de quem vive no mundo das drogas, para chamar a atenção das crianças dos males que isto pode trazer para suas vidas e de suas famílias. “Atendemos todo tipo de criança: com pais presos, famílias desestruturadas, e claro, aquelas em que há uma boa base familiar, e para ambas serve de informação”, informa Sedrez.

Ele afirma que as crianças que passam pelo Proerd possuem outra visão e, quando saem do 5º ano, estão muito mais preparadas para dizer não às drogas. “A questão é que o Proerd não termina na formatura. É preciso ter a continuidade na família e com a própria escola”.

A partir do momento em que recebem instruções do programa anti-drogas, as crianças passam a estar munidas de conhecimentos que também podem ser repassados a outros colegas, pais e irmãos. “Quando a criança não tem uma estrutura familiar adequada, percebemos que a situação é mais complicada”.

Por isso, a PM criou também o Proerd Pais, que busca auxiliar os responsáveis pelas famílias nas questões relacionadas às drogas. Entretanto, neste ano ainda não iniciou uma turma em Guabiruba.

Visita Escolar
Além do programa de resistência às drogas, iniciou também neste ano, em março, a Visita Escolar, em que a PM atua preventivamente no ambiente e no entorno escolar. Durante as rondas, é verificado se há algum risco aos estudantes. Além disso, os alunos são orientados.

O comandante do grupamento da PM de Guabiruba, sargento Weverton Martins Brandão, explica que a polícia atua em parceria com o Conselho Tutelar e a Secretaria da Educação. “Nesses dois meses de atuação, a Visita Escolar tem tido uma receptividade muito grande por parte de pais, alunos, professores e funcionários da rede de ensino. A guarnição têm sido requisitada para as mais diversas orientações e contribuído assim para a harmonia do ambiente escolar”, revela.

Dentre as ocorrências atendidas durante a Visita Escolar, três delas podem ser destacadas, que foram por posse e uso de drogas. Nas três situações, dois adolescentes foram apreendidos, assim como um homem que não fazia parte do ambiente escolar, mas transitava nas proximidades. Ele respondeu a um termo circunstanciado, aplicado em casos menores, e foi liberado.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio