Proerd forma pais e alunos em Brusque

Programa formou na noite de ontem 1.850 alunos do 5º ano das escolas de Brusque e Botuverá e 34 pais

Proerd forma pais e alunos em Brusque

Programa formou na noite de ontem 1.850 alunos do 5º ano das escolas de Brusque e Botuverá e 34 pais

Com o objetivo de combater as drogas, o Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd) formou na noite de ontem, 1.850 alunos e 34 pais, em Brusque. A formatura ocorreu na Arena Brusque e contou com a presença de policiais militares, instrutores do programa, autoridades e pais. 

Os alunos do 5º anos de todas as escolas municipais, estaduais e particulares de Brusque e Botuverá receberam o certificado de conclusão do curso, assim como os pais que participaram do Proerd Pais. Segundo um dos instrutores do programa, o soldado Clério, o programa teve duração de 11 semanas. “Eram cinco instrutores que ministraram as aulas uma vez por semana”, informa. 

Galeria

Ele conta que a aceitação do Proerd sempre foi muito boa, mas a cada ano que passa, os alunos esperam mais para participar. “É um programa bem alegre, dinâmico e divertido. Então um conta para o outro e eles ficam ansiosos para participar também”, diz o soldado-instrutor. Além de falar sobre a resistência às drogas e violência, o programa tem o intuito de estreitar os laços entre a criança e a Polícia Militar. 

O aluno Guilherme Arthur Pech Rech, 11 anos, buscou além das aulas que o programa ofereceu. A partir de um convite, ele optou por entrar também no Grupo de Escoteiros. “Sempre tive vontade, então depois que comecei a ter aulas do Proerd, me incentivou ainda mais. Agora, ao fim do programa, tenho outra visão e tenho a certeza de que nunca mexerei com nenhum tipo de drogas”, afirma.

Pais atentos

Durante o evento, 34 pais também se formaram no Proerd Pais. De acordo com o Master Proerd Amarildo da Silva, coordenador do programa em Gaspar, o objetivo do programa oferecido aos responsáveis pelos alunos é fazer com que eles conheçam também as drogas. “Assim saberão conversar e orientar mais os filhos em casa”, diz.

Cássia Simone Moresco Decker, 36 anos, participou do programa e garante que ficará mais atenta nas atitudes dos filhos. “Tenho quatro filhos e para mim foi um aprendizado sem igual. Falaram de coisas que nem imaginava que existia”, comenta. 

Para Merci da Cunha Souza Heinig, 47, o Proerd Pais foi uma experiência muito importante. “É uma maneira a mais de se aproximar ainda mais dos filhos e da realidade. Além do mais, é possível ajudar outras pessoas da comunidade, não apenas na família”, analisa. 
Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio