Profissionais do programa Mais Médicos começam a trabalhar em Brusque

Ao todo serão três médicos que atuarão nas unidades básicas de saúde

Profissionais do programa Mais Médicos começam a trabalhar em Brusque

Ao todo serão três médicos que atuarão nas unidades básicas de saúde

Na segunda-feira, 2 de setembro, foram contratados oficialmente dois médicos do programa federal “Mais Médicos” para trabalhar em Brusque. Os profissionais atenderão nas unidades básicas de saúde do São Pedro e Santa Rita. No decorrer do mês de setembro, a terceira médica terá que se apresentar na cidade. 
O “Mais Médicos”  estabelece que os profissionais atuarão, por três anos, em unidades básicas de saúde em cidades do interior e nas periferias dos grandes municípios. O Ministério da Saúde será responsável pela bolsa mensal de R$ 10mil, e o município pelo custeio da moradia e da alimentação nos anos de atividade.
 
Outra responsabilidade municipal é com os médicos já atuantes não serão substituídos por aqueles que participarão do Mais Médicos. O controle será feito online no sistema do Cadastro Nacional dos Estabelecimentos de Saúde (CNES), o qual impedirá o médico do programa de ser direcionado a postos que estavam ocupados por outros profissionais antes da adesão do município. 

Os dois profissionais da saúde são oriundos do Rio Grande do Sul, Gustavo Rodrigues e Scheila Kohls Andrezejewski, ambos estudaram medicina na Universidade Católica de Pelotas. Rodrigues está há um mês em Brusque, inicialmente foi contratado em regime de urgência pelo município, e irá atuar na posto de saúde Santa Rita. Já Scheila chegou na segunda-feira, 2, e atenderá no posto de saúde Nova Brasília. A terceira médica, Tania Teresa Marim Macias, é brasileira e se formou em Medicina no México. Ela participa do treinamento de três semanas – até 13 de setembro -, tendo aulas sobre saúde pública brasileira, com foco na organização e funcionamento do Sistema Único de Saúde (SUS), e língua portuguesa, totalizando uma carga horária de 120 horas.

“O doutor Gustavo está em Brusque há quase um mês, até agora só recebemos elogios e todos afirmam gostar do seu atendimento. A Scheila iria para uma reserva indígena, dai preferiu se cadastrar em Brusque”, avalia a secretaria de Saúde, Maria Aparecida Morelli Belli. 

Santa Catarina receberá 24 médicos, e Brusque foi contemplada inicialmente com três profissionais. “Agora recebemos esses dois médicos, e até o dia 16 de setembro a outra profissional tem que se apresentar. Eles irão trabalhar 40 horas semanais e acredito que tudo que venha a somar é bom para o município. Também iremos acompanhar o trabalho deles de perto”, explica secretária de Saúde. 
Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio