Projeto da Unifebe preservará documentos e estrutura da Villa Renaux

Documento foi assinado na noite desta quinta-feira, 27, em solenidade realizada no casarão

Projeto da Unifebe preservará documentos e estrutura da Villa Renaux

Documento foi assinado na noite desta quinta-feira, 27, em solenidade realizada no casarão

Na noite desta quinta-feira, 27, foi realizada a assinatura formal do documento que dá ao Centro Universitário de Brusque (Unifebe) o acesso total ao acervo documental, fotográfico e arquitetônico da Villa Renaux, casarão construído em 1932 para servir de morada para o Cônsul Carlos Renaux.

Localizado em colina da avenida Primeiro de Maio, o casarão é uma das edificações mais importantes de Brusque e um dos poucos que permanece conservado. Imprensa e convidados tiveram acesso à área interna do casarão durante a solenidade de assinatura do documento. Uma verdadeira viagem no tempo, já que os móveis e toda a decoração do local se mantém fieis aos anos 1930.

O trabalho da Unifebe – denominado “Villa Renaux: Fazendo e valorizando a história” – iniciou há seis meses, logo após a morte da bisneta do Cônsul, Maria Luiza Renaux, que vivia no local e foi a responsável por conservá-lo de forma impecável.

A vontade de Maria Luiza sempre foi abrir a casa para visitação do público. Em 2011, ela entrou em contato com a Unifebe para firmar parceria, o trabalho iniciou, mas por problemas de saúde foi paralisado.

No início deste ano, após a sua morte, o filho de Maria Luiza, Vitor Renaux Hering, decidiu realizar a vontade da mãe e, mais uma vez, procurou a universidade. “Eu queria fazer e eles sabiam como. Se passaram pouco mais de seis meses e hoje vamos assinar o documento formal desta parceria”, diz.

O documento foi assinado por Hering e o reitor da Unifebe, Günther Lother Pertschy, na sala de estar do casarão, sobre uma mesa original da década de 30, e ao som do hino de Brusque, tocado pelas pianistas da Associação Artístico Cultural de Brusque (Assac).
Durante a cerimônia, o vídeo realizado por O Município, em 2015, para o especial Casarões, também foi apresentado ao público. Ele está disponível no fim desta notícia.

Museu virtual
Seis professores e seis alunos de diversos cursos da instituição são os responsáveis pelos projetos que serão desenvolvidos a partir de todo o acervo da Villa Renaux. “Esta é uma noite histórica, a realização de um sonho. Esta é a casa mais importante de Brusque, que representa a história da nossa cidade. A história da família se funde com a história da cidade”, diz a pró-reitora de pós-graduação, pesquisa e extensão da Unifebe, Edinéia Pereira da Silva Beta.

O objetivo do projeto é fazer com que a Villa Renaux vire um museu, como era da vontade de Maria Luiza. “Mas depende da vontade de todos e vamos trabalhar muito para que isso se concretize”.

De acordo com ela, será realizado um trabalho minucioso na casa, utilizando de técnicas museológicas, que são complexas e, por isso, demanda tempo. “Também tem a questão jurídica e burocrática que precisamos seguir”.

Antes de a casa tornar-se um museu físico, a instituição já trabalha no projeto do museu virtual. “Os brusquenses poderão ter acesso à casa como ela é fazendo um tour pelo computador, assim como já acontece com vários museus na Europa”.

A professora Rosemari Glatz, que encabeça um dos projetos na casa, destaca que o ato pode servir de exemplo para outras experiências na região. “Ainda estamos engatinhando neste processo de valorização e preservação do patrimônio e da nossa história. Temos apenas alguns guerreiros que lutam sozinhos por esta causa, mas agora este é o primeiro passo”.

Pertschy ressalta que a Villa Renaux representa um importante período da história de Brusque e que a universidade não medirá esforços para “preservar esse grande acervo que consideramos um grande tesouro histórico”.

Ao fim da solenidade, os convidados participaram de uma visita guiada pelas dependências do casarão.

Os projetos

Pela janela do tempo: o Direito e a vida operária no contexto da Vila Pomerânia
Professor: Ricardo José Engel
Acadêmica: Bethina Fernanda Franco Cavichioli
Curso: Direito

Teciteca Virtual: Digitalização e ampliação do acervo para pesquisa de moda
Professor: Robson Souza dos Santos
Acadêmica: Andressa Guedert Pavesi
Curso: Design de Moda

Mapeamento da memória visual de Brusque: O registro fotográfico familiar e a construção da memória sociocultural e afetiva da cidade
Professor: Robson Souza dos Santos
Acadêmico: Rodrigo Carretero Camargo de Oliveira
Curso: Design Gráfico

Museificação digital do patrimônio arquitetônico de Brusque – Casarão Villa Renaux
Professor: Francisco Alberto Skorupa
Acadêmica: Ariele Mahara Marchi Freitas
Curso: Arquitetura e Urbanismo

Museificação digital de interiores arquitetônicos em Brusque
Professor: Francisco Alberto Skorupa
Acadêmica: Paloma Doabroski Lana
Curso: Arquitetura e Urbanismo

A história do imigrante alemão Carlos Renaux contada a partir de fotografias
Professora: Rosemari Glatz
Acadêmica: Lara Vantzen Kempfer
Curso: Publicidade e Propaganda

  • Saiba mais sobre a Villa Renaux

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio