Projeto de boxe incentiva crianças carentes em Brusque

Atividade voluntária é praticada nos bairros Bateas e Steffen

Projeto de boxe incentiva crianças carentes em Brusque

Atividade voluntária é praticada nos bairros Bateas e Steffen

Um trabalho voluntário feito nos bairros Steffen e Bateas tem ajudado a fomentar o esporte para crianças carentes destas comunidades. Comandados pelo professor de boxe Michel Artmann, cerca de 30 atletas de cada localidade estão tendo os primeiros contatos com o boxe.
A iniciativa começou a cerca de seis meses e, segundo Artmann, faz parte de um projeto da Associação Desportiva dos Bairros, com apoio da 16ª Secretaria de Desenvolvimento Regional de Brusque. A coordenação é de Ronaldo Teixeira.
A ideia começou em julho do ano passado, quando houve uma reunião no gabinete da SDR com a presença de professores de artes marciais de vários segmentos. “Foi então que chegamos a este consenso de fazer um trabalho voluntário”, explica Artmann. “É uma iniciativa legal porque há muitos bairros carentes com crianças sem condições financeiras para entrar numa academia, que não possuem nem possibilidade de deslocamento”, defende. Os bairros também não foram escolhidos aleatoriamente, comenta. “São dois bairros que conheço e com muitas crianças pobres”, diz.
As aulas são ofertadas três vezes por semana em cada localidade. Ocorrem na Igreja Católica do Steffen e Luterana do Bateas, às segundas, quartas e sextas-feiras (ver box). Podem participar crianças de 10 a 17 anos de ambos os sexos. A intenção é de que futuramente outras comunidades também sejam atendidas. “Quero botar o boxe em todos os cantos do município, onde é longe do centro”, comenta Artmann, que é responsável por uma equipe de boxe em Brusque, a Boxe Artmann.
Para praticar as aulas, os alunos não precisam desembolsar nenhum valor. Os materiais também estão sendo cedidos pelos organizadores do projeto, mesmo que com alguma dificuldade. “Não temos verbas ainda para comprar materiais, falta corda, tudo… é um projeto voluntário. Mas este ano, a gente já vai conseguir resgatar estes materiais”, confia.
Ele comenta que pelo fato de a iniciativa ter sido formalizada em ano de eleição existia a dificuldade de conseguir recursos públicos, “mas a expectativa é de que este ano o projeto entre com licitação e haja mais estrutura”.
A principal estratégia de divulgação para fomentar o projeto, hoje, ainda é o boca a boca, mas o treinador explica que a quantidade alcançada até o momento é a que o projeto suporta nesta fase inicial. “Hoje são 60 alunos, 30 em cada núcleo, que é o que o projeto abrange devido aos materiais”, observa. Mais informações sobre o projeto podem ser obtidas através do telefone: 9989-2660

Projeto voluntário de boxe
Público: Crianças de ambos os sexos
Faixa etária: 10 a 17 anos
Aulas gratuitas: Segundas, quartas e sextas-feiras
Às 14h – Igreja Católica do Steffen
Às 15h30 – Igreja Luterana do Bateas

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio