Projeto de hortas agroecológicas chega a Brusque para trabalhar com escolas

Sítio Urbano estimula crianças e jovens ao cultivo de alimentos saudáveis em plantações de colégios

Projeto de hortas agroecológicas chega a Brusque para trabalhar com escolas

Sítio Urbano estimula crianças e jovens ao cultivo de alimentos saudáveis em plantações de colégios

A ONG Sítio Urbano, que incentiva e ajuda a manter hortas escolares em diversos municípios catarinenses, expandiu para Brusque neste ano. O projeto encerrou o ano de 2017 colaborando com 17 escolas de oito cidades, e incentiva crianças e jovens a cultivar alimentos e até a vendê-los, organizando feiras cujas rendas podem ser revertidas em festas ou viagens de turma. Em Brusque, o Sítio Urbano será administrado por Jefferson Costa, que utiliza a filosofia e o método agroflorestal com a Vivenda Árvore da Vida, no Ribeirão do Mafra.

“Temos o propósito de plantar e cuidar de hortas escolares durante o ano todo. Muitas destas hortas acabam se perdendo ao longo do ano letivo, seja por falta de cuidado ou interesse”, explica o coordenador da ONG, Edson Bachmann.

No final de cada ano letivo, o Sítio Urbano também já programa expansões e melhorias da horta, fornecendo treinamento e acompanhamento dos alunos interessados. São realizadas até pequenas feiras em alguns casos. Com a renda, a turma pode aproveitar uma viagem ou uma festa.

A ONG existe desde 2014 em Florianópolis, onde firmou parcerias com o Centro de Estudos e Promoção da Agricultura de Grupo (Cepagro), com o Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) e com a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). O grupo é formado por engenheiros agrícolas, ambientais, sanitários, técnicos agrícolas, nutricionistas, fisioterapeutas, advogados e outros profissionais, entre voluntários e membros fixos.

Além da manutenção das hortas, o Sítio Urbano também incentiva a alimentação saudável com a produção de alimentos sem agrotóxicos e uma agricultura amigável com o meio ambiente. A ONG desenvolve trabalhos sobre conscientização ambiental, captação de água da chuva, energia solar e reciclagem de lixo orgânico, com composteiras instaladas nas hortas das escolas.

“Vamos implantar e ajudar a manter hortas agroecológicas nas escolas. O projeto em Itajaí já tem várias hortas, vários trabalhos interessantes. Estamos começando em Brusque, iniciando o contato com as escolas”, explica Costa. A ONG chegou em Itajaí em 2016.

Em Balneário Camboriú, já há uma expansão para além do ambiente escolar. Na esquina das ruas 3110 e 3198, no Centro, o Sítio Urbano está implantando uma horta urbana. O local tem 480 m². “Terá a participação de moradores do entorno, da comunidade em geral. Haverá jardins comestíveis, com alimento, e uma área reservada para plantas medicinais”, explica Bachmann.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio