Raul Sartori

Jornalista graduado em Ciências Sociais, atua na imprensa catarinense há cerca de 40 anos - raulsartori@omunicipio.com.br

Projeto de lei cria gasto adicional de R$ 200 mil ao mês à Alesc

Raul Sartori

Jornalista graduado em Ciências Sociais, atua na imprensa catarinense há cerca de 40 anos - raulsartori@omunicipio.com.br

Projeto de lei cria gasto adicional de R$ 200 mil ao mês à Alesc

Raul Sartori

O Legislativo estadual não tem jeito mesmo. Um projeto de lei complementar diz que seu propósito é reduzir custos, mas está lá a proposta de criação de 15 novos cargos na Mesa, que resultariam em um ônus adicional de R$ 200 mil/mês, além do pagamento de gratificações a servidores cedidos de outros órgãos.


Ouvidos
Pelo fato de a CNBB, cujo vice-presidente é o arcebispo brusquense dom Murilo Krieger, ser contra as reformas do governo, o presidente Michel Temer decidiu procurar pessoalmente duas outras cabeças pensantes da alta cúpula a Igreja Católica: dom Odilo Scherer, de São Paulo, e dom Orani Tempesta, do Rio.


Repúdio
Enquanto Lula estava diante do juiz Sérgio Moro em Curitiba, o senador Paulo Bauer (PSDB-SC) ocupava a tribuna repudiando a postura do ex-presidente de tentar transformar (o que não conseguiu) em ato político a ação do Judiciário, anteontem. Não foi rebatido. Toda a bancada petista estava em Curitiba, com passagens aéreas e outras despesas pagas pelo Congresso.


Esperteza
Até os baiacus que aparecem perto da praia da avenida Atlântica, em Balneário Camboriú, sabiam desde o sempre o que o Ministério Público de SC descobriu, com provas, ou seja, que vereadores do município faziam exigências anormais, visando a obtenção de vantagens indevidas, para o trânsito e aprovação de projetos de lei alterando o plano diretor do município. Esses ditos “representantes do povo” são os principais culpados pelo caos urbano e de mobilidade da cidade.


Cidadão catarinense
Notabilizado pela tragédia do avião da Chapecoense na Colômbia, o prefeito de Chapecó, Luciano José Buligon, vai se tornar cidadão catarinense, em título que será entregue pelo Legislativo estadual nas próximas semanas. É natural do município de Tenente Portela, no Rio Grande do Sul.


Hipocrisia
Ao contrário do que aconteceu com a odiosa farra do boi em SC, proibida pelo Supremo Tribunal Federal, a Câmara dos Deputados aprovou anteontem, em primeiro turno, Proposta de Emenda à Constituição que considera as vaquejadas como “práticas não cruéis”. De rir para não chorar.


Segurança
É imensa a pressão dos maiores municípios de SC para abocanhar as melhores cotas possíveis dos 950 novos policiais recentemente admitidos por concurso. Uma das estratégias é mobilizar deputados estaduais. Se fosse atender o que pedem Blumenau, Joinville, Chapecó e Criciúma, a Secretaria de Segurança Pública não teria nenhum para atender as demandas dos demais municípios.


Fralda
O lobby das entidades de classe da área (FCDL e Fecomércio) funcionou, e projeto aprovado no Legislativo estadual obrigando a disponibilização de fraldários em estabelecimentos comerciais a partir de 1 mil m2 recebeu uma emenda modificativa, aumentando a área para 10 mil m2 (loja mais estacionamento).


Onipresença
Até que tentou, mas uma médica perita não conseguiu concretizar o milagre da onipresença. Ficou só no contracheque. Ao mesmo tempo que trabalhava no INSS de Pinhalzinho, no Oeste de SC, integrava também o Consórcio Público Intermunicipal de Saúde de Cuité, na Paraíba, a 4 mil quilômetros de distância, com expediente nos mesmos dias e horários da semana. A Justiça Federal de Chapecó determinou a perda da função pública, a suspensão dos direitos políticos por oito anos, a devolução de cerca de R$ 70 mil e o pagamento de multa de R$ 210 mil.


Celesc esclarece
Sobre nota recente, aqui, com o título “Gatos”, a Celesc esclarece sobre perdas técnicas e não técnicas da energia que fornece, quando por fraudes e furtos. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) indica o limite máximo de perdas que cada distribuidora de energia pode ter e se tem direito ou não de compensá-las via tarifa cobrada dos consumidores. O valor que ultrapassar o limite regulatório, que é variável, não é repassado ao consumidor, pois trata-se de um prejuízo absorvido pela companhia.


DETALHES

  • Condenação de R$ 500 mil aplicada pela Justiça do Trabalho a uma prestadora de serviços da antiga Oi em SC – por submeter seus empregados a jornadas excessivas – será integralmente investida na reconstrução da sede catarinense da Fundacentro, principal instituição brasileira na área de saúde e segurança do trabalho, que possui centenas de estudos publicados sobre o tema.
  • Iniciou nesta semana o engarrafamento dos vinhos Goethe que prometem entrar para a história de uma das melhores safras para a vitivinicultura de Urussanga e região. A apresentação oficial para o público será dia 27, na Praça de D’Itália, da Festa Ritorno Alle Origini.
Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio