Conteúdo exclusivo para assinantes

Projeto de revitalização da praça Barão de Schneeburg prevê padronização de fachadas

Segundo o vice-prefeito, ideia é estipular modelos de janelas e cartela de cores

Projeto de revitalização da praça Barão de Schneeburg prevê padronização de fachadas

Segundo o vice-prefeito, ideia é estipular modelos de janelas e cartela de cores

Se o projeto de revitalização da praça Barão de Schneeburg for colocado em prática como está previsto, as fachadas dos prédios que ficam no entorno do espaço deverão ser padronizadas.

A administração municipal já conversou com os proprietários dos imóveis para que eles façam as mudanças em troca de descontos no Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), mas sem sucesso.

“Nós queremos padronizar as fachadas das construções. Existe uma conversa com os moradores de fazer um incentivo fiscal, para que haja essa parceria entre poder público e privado. Eles reformulariam as fachadas e teriam benefícios fiscais, mas ainda está em fase de discussão”, afirma a diretora-geral do Departamento Geral de Infraestrutura (DGI), Andrea Volkmann.

A ideia inicial da prefeitura era determinar qual o modelo de janela, tipo de soleira, cores e outros detalhes da fachada seriam permitidos. Os proprietários dos imóveis – todos ficam em cima das lojas e do restaurante que fica na praça – fariam as mudanças na fachada em troca do desconto por um tempo pré-determinado – algo como dois anos.

No entanto, os empresários e donos não gostaram da proposta, segundo o vice-prefeito Ari Vequi. “Como não tivemos receptividade muito boa, vamos optar por autorizar o município a fazer isso”, diz.

A prefeitura pretende enviar à Câmara de Vereadores projeto de lei que a autorize a refazer as fachadas. O aval do parlamento municipal é necessário porque as melhorias serão feitas em propriedade particular.

Se o projeto for aprovado na Câmara e a prefeitura executar as mudanças, os moradores deverão seguir o mesmo modelo de janela. De acordo com Vequi, as fachadas já foram refeitas por cada morador, sem uniformidade. Há uma que está até completamente fechada por tijolos.

O vice-prefeito diz que o projeto de revitalização da praça prevê fachadas uniformes e agradáveis. Mas, atualmente, os prédios estão repletos de poluição visual.

Segundo Vequi, a prefeitura incentivou o empresariado no sentido de que na antiga Central dos CDs fosse instalada uma choperia ou cafeteria. Porém, não houve acordo e hoje lá está uma loja da Vivo.

O vice-prefeito destaca que a fachada da loja da operadora já está como o novo projeto requer.

Projeto
O projeto de revitalização da praça central prevê um novo desenho para o espaço público. Segundo Vequi, a prefeitura ainda tentará incentivar a iniciativa privada a abrir uma choperia ou cafeteria.

A ideia é criar uma substituta para a Platz, demolida em 2016. Contudo, não existe indicativo concreto nesse sentido até o momento.

Segundo Vequi, o que está definido é que essa choperia ou cafeteria funcionará num dos imóveis que já existem. O DGI não prevê a construção de estruturas no meio da praça, como era antigamente.

“Quanto menos construções melhor”, afirma Vequi. Ele diz que essa já é a tendência em todo o mundo, mas por aqui se criou a cultura de que é preciso construir em tudo.

Nesse sentido de que mais espaço livre é melhor, a prefeitura estuda, inclusive, o que fazer com a sala que fica perto do ponto de táxi, onde já funcionou um ponto de informações ao turista.

Recursos
Já estão garantidos até o momento R$ 250 mil, por meio de emenda parlamentar do deputado federal Rogério Mendonça, o Peninha. Esse é o orçamento com o qual o DGI trabalha neste momento, segundo Andrea.

“Estou, a princípio, trabalhando com o dinheiro da emenda. Estamos trabalhando para  conseguir o restante do dinheiro, também por meio de emenda parlamentar”, afirma Andrea.

Em paralelo, a prefeitura tenta recursos por outros meios. Se conseguir mais dinheiro, as próximas etapas do projeto serão executadas. Elas incluem pergolado, arborização e outros itens.

“A princípio, faremos o piso, a infraestrutura para iluminação, os meio-fios e os tachões. Vai mudar o desenho da praça”, explica a diretora-geral do departamento.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Quero assinar com preço especial
[Acesse aqui]

Sou assinante

Sou assinante do impresso,
mas não tenho login
[Solicite sem custo adicional]

Tire suas dúvidas, em horário
comercial, pelo (47) 3351-1980

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio