Projeto permite que bandas de Brusque ensaiem em estúdio da Fundação Cultural

Programa Ensaio Livre é tão procurado que vagas estão ocupadas

Projeto permite que bandas de Brusque ensaiem em estúdio da Fundação Cultural

Programa Ensaio Livre é tão procurado que vagas estão ocupadas

Lançado há mais de um ano pela Fundação Cultural de Brusque (FCB), o programa Ensaio Livre se consolidou como uma opção para bandas do município. Por meio do projeto, grupos musicais podem ensaiar, com a estrutura de um estúdio, de graça.

O jovem músico Yuri Luiz Pavesi, 20 anos, teve a primeira experiência em um estúdio em fevereiro deste ano. Ele toca junto com amigos em missas e em retiros religiosos. Não é uma banda formada, mas um grupo de músicos e amigos.

“Foi a primeira vez que ensaiei numa estrutura desse tipo. Se for alugar por aí, é um preço muito caro, inacessível para a gente”, afirma o jovem músico. Ele aprova a iniciativa da Fundação Cultural e já tem outro ensaio marcado para o mês que vem.

Assim como o grupo de Yuri, outros procuraram a fundação. Prova disso é que a programação de ensaios por meio do programa está lotada. Os ensaios ocorrem todos os meses, no Sábado Fácil. Cada banda tem uma hora e 45 minutos para utilizar o espaço, que conta com bateria, microfone, cubo de guitarra e cubo de baixo.

Embora a lista esteja cheia, é possível entrar em contato com a Fundação Cultural para entrar na fila de espera. Se uma banda cancelar, o próximo é chamado.

Expansão
A FCB ainda trabalha para recompor todo o seu quadro de funcionários. Segundo o coordenador Marcos Fumagalli, quando todos os servidores estiverem em seus postos, será possível expandir o Ensaio Livre.

Atualmente, ele ocorre apenas no Sábado Fácil, mas Fumagalli diz que, se possível, será realizado toda semana. Assim, em média, 20 bandas poderiam utilizar o espaço por um mês.

Segundo ele, o objetivo ao aumentar a frequência do programa é tornar a fundação um centro cultural aos fins de semana, e, por consequência, fazer a praça da Cidadania ser mais frequentada.

Caso prospere, uma ideia aventada é que alguns ensaios sejam feitos no palco da praça, para todo o público. Fumagalli pondera que a Lei do Silêncio não permite a colocação de equipamentos mais potentes.

Caso tenha interesse em participar do programa, a pessoa pode entrar em contato com a FCB no telefone: 3396-8113.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio