Projeto que institui residência médica em Brusque é aprovado pelos vereadores

Programa será destinado aos estudantes, docentes e trabalhadores da área da saúde

Projeto que institui residência médica em Brusque é aprovado pelos vereadores

Programa será destinado aos estudantes, docentes e trabalhadores da área da saúde

Os vereadores aprovaram na noite desta terça-feira, 17, o projeto de lei que autoriza a Prefeitura de Brusque a instituir o Programa Municipal de Residências Médica e Multiprofissional no município.

O programa será destinado aos estudantes, docentes e trabalhadores da área da saúde, visando o fortalecimento da rede do Sistema Único de Saúde (SUS).

Para colocar a proposta em prática, o município deverá celebrar convênios com instituições de ensino superiores universitárias, públicas ou privadas, por meio da Secretaria Municipal Saúde.

Com o projeto, o município poderá receber dois dos quatro médicos previstos para o programa de residência médica formulado pela Unifebe, em parceria com o Hospital Albert Einstein.

O local e o número de vagas para a residência médica e multiprofissional serão definidos por meio de decreto da prefeitura, que terá por base a demanda dos serviços. Os médicos residentes receberão R$ 3,5 mil mensais por até dois anos. Os preceptores, que são os responsáveis por conduzir a residência médica, serão servidores efetivos da secretaria e receberão R$ 700 mensais a título de bolsa preceptória.

O presidente da Câmara, Jean Pirola (PP), destacou a importância do projeto para a saúde de Brusque. “Será um grande ganho para a saúde brusquense. Esse programa vai implementar mais profissionais, que no futuro poderão continuar trabalhando na nossa cidade”.

O líder do governo, vereador Deivis da Silva (PMDB), afirma que a vinda dos residentes ao município poderá fomentar a vontade de que eles fiquem na cidade depois de formados, já como profissionais.

“O profissional que vai fazer a residência aqui criará vínculos com a cidade, vai conhecer a realidade do município e isso vai contribuir e fazer com que um percentual grande possa ficar aqui e contribuir para o fim do problema da falta de médicos”.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio