Projeto Sairinhas reúne 42 estudantes

Objetivo do projeto é a formação de agentes ambientais mirins que contribuam com o trabalho da Fundema

Projeto Sairinhas reúne 42 estudantes

Objetivo do projeto é a formação de agentes ambientais mirins que contribuam com o trabalho da Fundema

Estudantes de 10 a 13 anos das escolas municipais Augusta Knorring e Ângelo Dognini, nos bairros Cerâmica Reis e Limoeiro, respectivamente, estão participando da primeira turma do projeto Sairinhas, da Fundação Municipal do Meio Ambiente (Fundema).

O objetivo do projeto é a formação de agentes ambientais mirins que possam contribuir com o trabalho da Fundema. “A intenção é orientar e capacitar os estudantes sobre diversos temas ligados à natureza. Queremos que eles atuem como verdadeiros fiscais e possam trazer para nós os problemas existentes em suas comunidades”, diz a bióloga Pâmela Felipim.

Os 42 estudantes das duas escolas participam de encontros semanais que seguem até julho. Durante o projeto, cinco temas serão trabalhados com os alunos. A base dos encontros é na RPPN Chácara Edith, no entanto, as aulas acontecerão em outros pontos da cidade. “Vamos fazer aulas no parque Leopoldo Moritz, na Recicle, no Horto Florestal, no Zoobotânico, conforme a temática”, conta.

Segundo a bióloga, a ideia da Fundema sempre foi fazer um trabalho de continuidade, por isso, lançou o projeto. “Esta é a nossa primeira turma. Tínhamos muita vontade de fazer um trabalho contínuo, porque trabalhávamos muito com palestras, então surgiu essa ideia através deste projeto com as crianças”.

Durante os encontros, os estudantes vão aprender sobre reciclagem, compostagem, criação de hortas caseiras e plantas, além de participarem de oficinas temáticas de sabão e detergente e qualidade da água.

Ao final dos 18 encontros, uma solenidade deve ser realizada com a apresentação dos trabalhos realizados durante o projeto, formatura, e a entrega de certificados. Em agosto, uma nova turma deve iniciar com a participação de mais duas escolas da rede municipal. “Queremos atender outros bairros também. A nossa base foi o projeto já realizado pela Polícia Ambiental com as crianças. Esperamos que com isso, no futuro tenhamos menos punições com relação ao meio ambiente”, diz.
Início

Nos primeiros encontros, o tema foi Eco cidadania, como ser eco cidadão e qual a legislação ambiental em vigor. Um dos fiscais da Fundema esteve presente na RPPN Chácara Edith para conversar com os alunos e mostrar o dia a dia de um fiscal e as ferramentas utilizadas para registrar e averiguar as denúncias. Neste mês, o tema trabalhado é a água.
Sairinhas

A inspiração para o nome do projeto veio da ave símbolo de Brusque, a Saíra-Militar. “Decidimos nomear o projeto assim, principalmente porque essa ave sofre muito com a caça para cativeiro. Então aproveitamos o nome do projeto para já conscientizar as crianças sobre isso”, ressalta a bióloga.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio