Prudêncio questiona verbas destinadas para Ong CDH de Brusque

Vereador diz que Ong Centro de Direitos Humanos (CDH) atualmente é comandada por Elizabete Cristina da Luz, mulher do secretário de Governo e Gestão Estratégica, Cedenir Simon

Prudêncio questiona verbas destinadas para Ong CDH de Brusque

Vereador diz que Ong Centro de Direitos Humanos (CDH) atualmente é comandada por Elizabete Cristina da Luz, mulher do secretário de Governo e Gestão Estratégica, Cedenir Simon

A grande polêmica da sessão desta terça-feira, 20 de março, na Câmara de Vereadores de Brusque, foi a Ong Centro de Direitos Humanos de Brusque (CDH), que tem sede na rua Nova Trento. 

De acordo com o vereador Roberto Pedro Prudêncio Neto (PSD), a Ong tem como representante Elizabete Cristina da Luz, mulher do secretário de Governo e Gestão Estratégica, Cedenir Simon. 

Entre 2010 e 2011 a CDH recebeu repasses da prefeitura e Fundação Cultural de aproximadamente R$ 50 mil para oferecer cursos de computação gratuitos.

Prudêncio ainda leu na tribuna o estatuto de fundação da CDH, de 1990, onde os sócios fundadores são o prefeito Paulo Roberto Eccel e a chefe de gabinete Ana Baron Ludvig.  

O vereador ainda citou que a Ong já teve como endereço a casa do vereador Valmir Coelho Ludvig (PT), marido da Ana.

– São irregularidades gravíssimas que não poderiam estar acontecendo. Ou seja, eles estão repassando recursos para eles mesmos – criticou o vereador Prudêncio.

Ludvig disse que a ONG presta trabalhos à comunidade e que daria todos os detalhes em outra ocasião. O vereador ainda afirmou que já houve destinação de verba da administração do ex-prefeito Ciro Marcial Roza para a CDH.

** Saiba o que dizem todas as partes envolvidas na edição impressa do Jornal Município Dia a Dia de quinta-feira, 22 de março.
Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio