Conteúdo exclusivo para assinantes

PSOL de Brusque apostará em duas candidaturas em outubro

Historiador Álisson Castro e bibliotecária Kátia Costa devem ter nomes oficializados em breve

PSOL de Brusque apostará em duas candidaturas em outubro

Historiador Álisson Castro e bibliotecária Kátia Costa devem ter nomes oficializados em breve

O PSOL de Brusque deve oficializar nas próximas semanas o lançamento das suas pré-candidaturas a deputado federal e estadual para as eleições de outubro de 2018.

Os nomes escolhidos pelo partido têm atuação na área cultural em Brusque e, confirmados, participarão da sua primeira disputa eleitoral. Tratam-se do historiador Álisson Castro e da bibliotecária Kátia Costa, ambos funcionários efetivos da Fundação Cultural de Brusque.

Castro será candidato a deputado estadual e Kátia a federal, de acordo com o presidente do PSOL de Brusque, Chico Cordeiro.

Ele afirma que o nome do historiador chegou a ser cogitado, internamente, para indicação à chapa estadual do PSOL, que tem o jornalista Leonel Camasão como pré-candidato ao governo do estado. No caso, Castro integraria a chapa como candidato ao Senado.

“A gente nem levou para a [Executiva] estadual porque viu que não era o momento”, afirma Cordeiro.

Ele afirma que o lançamento oficial das pré-candidaturas ainda não tem data definida, mas deve ocorrer em breve, já que as demais candidaturas do PSOL no estado já estão sendo anunciadas.

O lançamento das pré-candidaturas foi decidido ainda no ano passado em reunião do partido. O motivo, segundo o presidente do PSOL de Brusque, é participar do debate eleitoral.

“Há uma necessidade da gente ter um debate progressista em Brusque, de ter duas candidaturas que possam fazer essa discussão com a sociedade brusquense”, afirma Cordeiro.

Ele afirma, porém, que vê as candidaturas com chances de conseguir bons resultados nas eleições.

“Estamos com esperança de poder fazer uma campanha além de Brusque. A Kátia tem envolvimento na Associação dos Bibliotecários de Santa Catarina, tem uma atuação política em todo o estado, e o Álisson já vem se articulando dentro do partido, em todo o estado, já há bastante tempo”, avalia o presidente do partido. “A gente vê a possibilidade de eleger um dos dois”.

A sigla pretende, neste ano, melhorar seu desempenho em relação ao pleito de 2016, quando concorreu pela primeira vez à Prefeitura de Brusque. Na ocasião, o próprio Cordeiro foi lançado candidato a prefeito, tendo feito 172 votos.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Quero assinar com preço especial
[Acesse aqui]

Sou assinante

Sou assinante do impresso,
mas não tenho login
[Solicite sem custo adicional]

Tire suas dúvidas, em horário
comercial, pelo (47) 3351-1980

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio