PT e PSDB polarizam disputa e vão ao segundo turno

Dilma Rousseff e Aécio Neves tiveram a preferência da maior parte do eleitorado brasileiro

PT e PSDB polarizam disputa e vão ao segundo turno

Dilma Rousseff e Aécio Neves tiveram a preferência da maior parte do eleitorado brasileiro

A exemplo das últimas quatro eleições presidenciais, o PT e o PSDB irão disputar o comando do país. Dilma Rousseff e Aécio Neves tiveram a preferência de, respectivamente 41% e 33% do eleitorado. A presidente, que concorre à reeleição, larga em vantagem. Atualmente, o placar está 3 a 2 para o PT, que venceu duas vezes com Luís Inácio Lula da Silva, e uma vez com Dilma. O PSDB, por sua vez, reinou em 1994 e 1998, em mandatos de Fernando Henrique Cardoso.

Em Santa Catarina, Aécio venceu Dilma com mais de 20% de vantagem. O tucano recebeu 1.961.212 votos, 52,89%, contra 1.140.410 da petista, que recebeu 30,79% dos votos válidos. Marina Silva recebeu 475.894 dos votos, o que representa 12,83%.

Em Brusque, Aécio também saiu vitorioso nas urnas. O tucano recebeu uma expressiva votação no município conquistando 70,39% da preferência do eleitorado, ou 45.544 votos válidos, contra apenas 15,82% de Dilma Rousseff, que recebeu apenas 10.233 votos. Já Marina Silva teve 7.431 votos, o que representa 11,49% dos eleitores.

Em pronunciamento oficial, a candidata à reeleição afirmou que “a luta vai continuar. Sem dúvida, será mais uma vez, a luta do povo brasileiro. Essa luta é a dos construtores do futuro que não deixarão, jamais, o Brasil voltar para trás. Entendi claramente o recado das ruas e das urnas: o povo anseia por mais avanços”.
Aécio Neves comemorou a passagem para o segundo turno e afirmou estar pronto para assumir o governo. “Eu fiz a campanha que queria ter feito, fiz uma campanha honrada. Minhas palavras são de agradecimento. Estou pronto para governar o Brasil”.

Pesquisas equivocadas

Mais uma vez, o resultado foi diferente do cenário apontado pelas pesquisas em todo o período eleitoral. Há pelo menos duas semanas, todos os institutos davam como certa a disputa entre Dilma Rousseff e Marina Silva no segundo turno, deixando Aécio Neves em terceiro lugar, longe da briga entre as duas candidatas e ex-aliadas.
No entanto, na última semana de campanha, as pesquisas mostraram uma recuperação do candidato tucano, que encostou em Marina Silva. Alguns institutos, inclusive, trouxeram os dois adversários tecnicamente empatados na quinta-feira, 2, resultado que marcou a virada de Aécio contra Marina. Durante a campanha, a ex-senadora foi muito criticada pelas contradições em seu plano de governo, e não conseguiu manter o mesmo fôlego do início, quando assumiu a cabeça de chapa após a morte do então candidato Eduardo Campos.
No fim, Aécio teve mais de 10% de vantagem em cima da ambientalista e agora disputa o segundo turno com a candidata a reeleição, Dilma Rousseff, no dia 26 de outubro.

Personagens do segundo turno

Dilma, 66 anos, e Aécio, 54 anos, nasceram em Belo Horizonte e são formados em economia. A petista integrou organizações que defendiam a luta armada durante a ditadura, foi presa e torturada durante o regime militar. No Rio Grande do Sul, ajudou a fundar o Partido Democrático Trabalhista (PDT), e em 2001 se filiou ao Partido dos Trabalhadores (PT).

Em 2002, participou da equipe que formulou o plano de governo de Luiz Inácio Lula da Silva para a área energética. Posteriormente, nesse mesmo ano, foi escolhida para ocupar o Ministério de Minas e Energia.
Em 2005, foi nomeada ministra-chefe da Casa Civil, e em 2010, foi escolhida para concorrer ao cargo de presidente como sucessora de Lula e foi a primeira mulher eleita para o cargo.

Já Aécio é neto de Tancredo Neves, ex-presidente do país, com quem adquiriu as suas experiências políticas. Em 1987 iniciou o seu primeiro mandato como deputado federal pelo estado de Minas Gerais, exercendo o cargo até 2002, por quatro mandatos.

Foi eleito governador de Minas Gerais em 2002, teve bons índices de aprovação e foi reeleito em 2006, com a maior votação já registrada no estado. Renunciou ao cargo em 2010 para concorrer ao senado, foi eleito também com a maior votação do estado. Assumiu em 2011, e agora quer interromper a hegemonia do PT no comando do país.

Resultado Final

Dilma Rousseff (PT) 41,57% (43.136.079 votos)
Aécio Neves (PSDB) 33,58% (34.843.703 votos)
Marina Silva (PSB) 21,31% (22.116.350 votos)
Luciana Genro (PSOL) 1,55% (1.609.575 votos)
Pastor Everaldo (PSC) 0,75% (778.624 votos)
Eduardo Jorge (PV) 0,61% (629.476 votos)
Levy Fidelix (PRTB) 0,43% (445.710 votos)
Zé Maria (PSTU) 0,09% (90.969 votos)
Eymael (PSDC) 0,06% (61.109 votos)
Mauro Iasi (PCB) 0,05% (47.674 votos)
Rui Costa Pimenta 0,01% (12.299 votos)

BRUSQUE

Aécio Neves (PSDB) 45.544 (70,39%)
Dilma Rousseff (PT) 10.233 (15,82%)
Marina Silva (PSB) 7.431 (11,49%)
Luciana Genro (PSOL) 530 (0,82%)
Eduardo Jorge (PV) 394 (0,61%)
Pastor Everaldo (PSC) 293 (0,45%)
Levy Fidelix (PRTB) 172(0,27%)
Eymael (PSDC) 45 (0,07%)
Zé Maria (PSTU) 39 (0,06%)
Mauro Iasi (PCB) 13 (0,02%)
Rui Costa Pimenta (PCO) 5 (0,01%)

GUABIRUBA

Aécio Neves (PSDB) 8.287 (72,78%)
Dilma Rousseff (PT) 2.078 (18,25%)
Marina Silva (PSB) 806 (7,08%)
Luciana Genro (PSOL)59 (0,52%)
Eduardo Jorge (PV) 57 (0,50%)
Pastor Everaldo (PSC) 55 (0,48%)
Levy Fidelix (PRTB) 31 (0,27%)
Zé Maria (PSTU) 7 (0,06%)
Mauro Iasi (PCB) 4 (0,04%)
Rui Costa Pimenta (PCO) 2 (0,02%)
Eymael (PSDC) 1 (0,01%)

BOTUVERÁ

Aécio Neves (PSDB) 1.960 (61,06%)
Dilma Rousseff (PT) 1.054 (32,83%)
Marina Silva (PSB) 161 (5,02%)
Levy Fidelix (PRTB) 15 (0,47%)
Luciana Genro (PSOL) 8 (0,25%)
Eduardo Jorge (PV) 3 (0,09%)
Rui Costa Pimenta (PCO) 3 (0,09%)
Eymael (PSDC) 2 (0,06%)
Pastor Everaldo (PSC) 2 (0,06%)
Zé Maria (PSTU) 2 (0,06%)
Mauro Iasi (PCB) 0 (0%)

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio