Conteúdo exclusivo para assinantes
Página 3

Bastidores da política e do Judiciário, opiniões sobre os acontecimentos da cidade e vigilância à aplicação do dinheiro público

Quase 90 novas crianças entraram na fila por vaga em creche até metade de setembro

Página 3

Bastidores da política e do Judiciário, opiniões sobre os acontecimentos da cidade e vigilância à aplicação do dinheiro público

Quase 90 novas crianças entraram na fila por vaga em creche até metade de setembro

Página 3

Fila que cresce
Sem planos de grande ampliação no número de vagas para a educação infantil, a Secretaria de Educação só vê crescer a demanda por vagas nas creches municipais. Ainda que todo ano sejam abertas novas vagas, a situação nunca fica confortável. Pelo contrário, cada vez mais inscrições aparecem para pleitear as vagas. O cadastro no site da prefeitura dá uma ideia da quantidade de pessoas novas em busca de vaga para seus filhos neste ano. Há, inclusive, casos de inscrições feitas em outubro de 2016, cuja chamada para a vaga está ocorrendo agora.

Em setembro
Conforme os números do Fila Única, somente em setembro deste ano 42 novas inscrições chegaram para o Berçário I, que atende crianças de seis a 11 meses. No Berçário II, de crianças um pouco mais velhas, foram 28 novas inscrições até o dia 14 deste mês, e mais 19 inscrições para a categoria Infantil I e II. Com isso, só até a metade do mês já apareceram quase novas 90 crianças para a fila de espera, sendo que não há lugar para todas.

Novo decreto
Existe uma expectativa por um novo decreto da prefeitura, prometido há bastante tempo, estabelecendo critérios mais rígidos para concessão de vagas em creche, com a expectativa de liberação de mais vagas. Pela ideia da secretaria, devem ser privilegiados os filhos dos pais que comprovarem que realmente possuem vínculo empregatício, controle este que hoje é considerado frouxo. Ainda assim, isso irá apenas amenizar o problema, e não há no horizonte uma solução para a alta demanda.


Denúncia rejeitada
O Ministério Público de Santa Catarina (MP-SC) indeferiu representação formulada por um cidadão, o qual alegou que o município de Brusque estaria, de maneira irregular, “emprestando” uma retroescavadeira para a empresa Recicle Catarinense de Resíduos, responsável pela coleta do lixo na cidade. Ele mencionou, na representação, que ouviu relatos de que a Prefeitura de Brusque havia disponibilizado uma retroescavadeira à Recicle para auxiliar nos serviços de coleta de lixo em duas localidades, o que, em tese, poderia configurar a prática de ato de improbidade administrativa.

Explicações da prefeitura
Intimado a se manifestar, o município de Brusque informou à 3ª Promotoria de Justiça que não emprestou nenhuma máquina à Recicle, apenas utilizou-se o equipamento da Secretaria de Obras, em duas ocasiões, em virtude das dificuldades da concessionária da coleta de lixo em realizar o serviço em algumas ruas. Com isso, a prefeitura fez o transporte do lixo para um ponto mais baixo da rua, de forma que este ficasse acessível ao caminhão da Recicle. Além disso, segundo a prefeitura, foi também uma solicitação da Vigilância Sanitária, já que o acúmulo de lixo na rua já começava a gerar problemas sanitários.

Conclusão da investigação
“A partir disso, é possível concluir que o motivo que levou o município de Brusque a utilizar seu maquinário e mão de obra de servidores no serviço de recolhimento de lixo não foi o de auxiliar e beneficiar a empresa Recicle, mas sim de atender aos pedidos da população, de modo que inexistente qualquer ato de improbidade administrativa”, destaca o promotor Daniel Westphal Taylor, no despacho em que promove o arquivamento da representação.


Demolição
Após 70 anos, a casa da família constituída por Daniel e Nina Barni, na esquina da rua Adriano Schaeffer com a Rodrigues Alves foi demolida neste sábado, 16. Em anexo ao local por muitos anos funcionou a conhecida Churrascaria Saramandaia.


Novas filiações
O PPS de Brusque filiou neste domingo, 17, novas lideranças políticas ao seu quadro partidário. Guilherme Marchewsky, ex-vereador pelo PMDB, é apontado como pré-candidato a deputado estadual da sigla. Também filiaram-se o empresário Michel Belli, presidente da CDL, apontado como pré-candidato a deputado federal, e o advogado Fabrício Gevaerd, também ex-vereador.


Interdição de ponte
A Secretaria de Obras informa que executará na manhã desta segunda-feira, 18, o conserto do pontilhão de madeira na rua Edgar Von Buettner, nas proximidades da Associação da Buettner, no bairro Bateas. De acordo com o órgão, os moradores deverão deixar seus carros fora da via, já que por conta dos serviços, o acesso às residências estará interditado das 6h às 13h. Apesar de programada, a realização dos trabalhos está condicionada à estabilidade do clima, segundo nota enviada pela prefeitura.


Falta de água
O Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae) de Brusque informa que, por causa das novas interligações de rede que vem sendo executadas no bairro Águas Claras, as residências localizadas nas ruas Augusto Rudolf, rua Santa Cruz e suas transversais e a rua Padre Antônio Eising, no trecho entre a rua Santa Cruz e o ribeirão, poderão ficar sem o abastecimento de água nesta terça-feira, 19. Os serviços devem iniciar por volta das 7h. Segundo o órgão, a previsão é que o fornecimento seja normalizado até as 18h.


Contrato assinado
A Prefeitura de Brusque assinou contrato com a empresa Ramos Terraplanagem, cujo objeto é a execução de obras de terraplanagem do canal extravasor, intervenções de rebaixamento e corte de taludes na margem direita do rio Itajaí-Mirim, que receberá obras de prolongamento. O valor do contrato, que será financiado por meio de empréstimo da Agência de Fomento do Estado de Santa Catarina (Badesc), é de R$ 3.514.151,19. O prazo de vigência é de 12 meses. Ainda não foi informado quando as obras começam.


OSBr na Unifebe
Com o objetivo de fortalecer a parceria entre o Observatório Social de Brusque e a Unifebe, representantes da entidade reuniram-se com coordenadores dos cursos de graduação da instituição na tarde de quarta-feira, 13. Na ocasião, o presidente do OSBr, Pedro Hoffmann, destacou que o foco do Observatório Social é desenvolver ações de interesse comunitário, com a ajuda de voluntários. O diretor-executivo Evandro Gevaerd reforçou que a colaboração do Centro Acadêmico, por meio de levantamentos e diagnósticos realizados pelos acadêmicos, é de extrema importância para o Observatório.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Quero assinar com preço especial
[Acesse aqui]

Sou assinante

Sou assinante do impresso,
mas não tenho login
[Solicite sem custo adicional]

Tire suas dúvidas, em horário
comercial, pelo (47) 3351-1980

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio