Quatro homens serão julgados por assassinato e tentativas de homicídio, em Brusque

Os júris ocorrerão entre 2 de agosto a 2 de setembro, na Vara Criminal da Comarca

Quatro homens serão julgados por assassinato e tentativas de homicídio, em Brusque

Os júris ocorrerão entre 2 de agosto a 2 de setembro, na Vara Criminal da Comarca

O tribunal do Júri realizará quatro sessões entre 2 de agosto à 2 de setembro, em Brusque, conforme designação do juiz de direito da Vara Criminal da Comarca, Edemar Leopoldo Schlösser.

Os crimes que serão julgados são assassinato e tentativas de homicídio, ocorridos em 9 de agosto de 2011, 5 de maio de 2013, 11 de julho de 2015 e 14 de março de 2016.

Após sorteio de 25 jurados, sete formarão o Conselho de Sentença na data das sessões. O primeiro julgamento ocorrerá nesta terça-feira, 2, às 8h30, tendo como acusado, Cristoffer Schenkel Chagas Dias.

Confira as sessões:

2 de agosto, às 8h30 – O réu Cristoffer Schenkel Chagas Dias é acusado de tentativa de homicídio, por motivo fútil e impossibilidade de defesa da vítima Phillipe Schaadt Brehm, além de ameaçar duas vezes outra vítima, Rodrigo Aurélio Diegoli.

O crime ocorreu em 9 de agosto de 2011, por volta das 19h, em uma casa noturna, na rodovia Antônio Heil. Dias foi até o local encontrar Brehm com o objetivo de cobrar uma dívida e, em seguida, de forma repentina, efetuou um disparo de arma de fogo, uma pistola calibre 38, à queima-roupa. O tiro atingiu a cabeça da vítima e causou algumas lesões corporais, porém não morreu.

Logo em seguida, Dias passou a ameaçar Diegoli, com ligações para o celular e envio mensagens de texto.

12 de agosto, às 8h30 – O acusado Manoel Aroldo da Silva Filho será julgado pelo homicídio consumado contra Marlon Kistenmacher. O crime ocorreu em 5 de maio de 2013, na rua Joaquim Zucco, no bairro Nova Brasília.

Após desentendimento com a vítima por conta de um cabo de televisão, Silva Filho se armou com um revólver calibre 38, e atacou Kistenmacher.

Os disparos atingiram uma região vital, o miocárdio, e depois outro tiro acertou as costas, pegando a vítima desprevenida e de surpresa.

19 de agosto, às 8h30 – Oscar Scarpitta será julgado por tentativa de homicídio contra a companheira Ivaneide Conceição de Sobral, ocorrida em 14 de março de 2016.

Conforme informações da denúncia, após um desentendimento ocorrido no dia anterior, Scarpitta se armou com uma garrafa de álcool e foi até o quarto do casal, onde estava Ivaneide, e repentinamente, lançou o líquido inflamável sobre ela.

Imediatamente, o homem acendeu um isqueiro que estava em suas mãos e ateou fogo no corpo da companheira, de forma cruel.

Com isso, diversas queimaduras foram causadas no corpo da mulher, que permanece até nos dias atuais internada, sem possibilidade de receber alta médica.

26 de agosto, às 8h30 – O réu Warlei dos Santos Santana é acusado de tentativa de homicídio contra Roberto Walzburger, e porte ilegal de arma de fogo de uso restrito.

O crime ocorreu em 11 de julho de 2015, em um bar, na rua Poço Fundo, no bairro de mesmo nome. A motivação do crime teria sido por desentendimentos entre os dois, pois Walzburger já havia negado de vender drogas para Santana.

Por isso, o acusado pegou uma arma de fogo da marca Largo, calibre 32, e foi até o bar, se aproximou de Walzburger e desferiu três tiros à queima-roupa, em direção a ele. Porém, no primeiro tiro, a vítima desviou e os outros dois disparos falharam.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio